Energia solar por assinatura permite economizar na conta de luz; entenda como funciona

Veja como funciona o modelo de energia solar por assinatura, que pode diminuir o custo na tarifa de luz sem exigir investimento inicial.

A energia solar vem chamando a atenção de cada vez mais pessoas nos últimos anos, principalmente pela economia e pela sustentabilidade. Mas para muitos, o alto custo dos equipamentos dificulta o acesso à energia solar, o que estimulou a criação de empresas que oferecem um modelo de negócios por assinatura.

Nesse caso, o consumidor pode aproveitar as vantagens deste tipo de energia sem gastar com instalação e manutenção de painéis, investimento que pode ficar entre R$ 15 mil e R$ 20 mil.

Publicidade

Publicidade

A seguir, veja como funciona a geração solar compartilhada, que pode ser uma boa alternativa para interessados neste tipo de produção de energia.

Como funciona a “energia solar por assinatura”?

Energia solar por assinatura permite economizar na conta de luz; entenda como funciona
Veja como funciona a energia solar por assinatura, modelo em que a geração é compartilhada. Foto: Amanda Perobelli/Reuters

Para entender como funciona esse tipo de serviço, podemos usar como exemplo a Sun Mobi, empresa do segmento que hoje atende 300 clientes em 27 municípios de São Paulo.

Segundo um dos sócios, Alexandre Bueno, a empresa tem uma fazenda solar que gera energia para a distribuidora local, e essa é energia é vendida em forma de créditos que podem ser abatidos na conta de luz. Mas a atuação da empresa deve abranger apenas a área de concessão da distribuidora.

Publicidade

Publicidade

Ou seja, a empresa “injeta” a energia solar que gera na rede, e os clientes abatem os créditos na conta de luz. Além disso, o modelo também fica livre da bandeira tarifária. Em geral, a empresa negocia um valor vantajoso, em relação aos custos da energia da distribuidora.

Conforme explica Bueno, “é como se o cliente tivesse um ‘painel virtual'”. Nesse caso, ao invés de instalar um painel em sua casa ou negócio, ele usa a energia gerada pela usina de maneira remota, e a distribuidora faz a compensação.

Como contratar?

Assim como os streamings, como Netflix, Disney+ e HBO Max, por exemplo, o consumidor paga enquanto usa o serviço, e não tem custo para assinar ou cancelar a assinatura.

De acordo com o sócio da Sun Mobe, o cliente não precisa investir nada e começa a usufruir da geração de energia solar em no máximo 60 dias.

Segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), atualmente são cerca de 20 empresa atuando neste mercado no Brasil, sendo que Minas Gerais é o estado maior presença da geração distribuída.

Veja também: Quanto custa instalar energia solar em casa? Saiba se vale a pena

Jornalista, ator profissional licenciado pelo SATED/PR e ex-repórter do Jornal O Repórter. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.
FacebookLinkedinTwitterYoutube

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário