Renovação da Matrícula Escolar 2022 em MG vai até 22/10. Veja como fazer

Período para fazer a renovação da matrícula escolar 2022 em MG vai até o dia 22 de outubro. Veja o passo a passo para ela ser feita.

O período de renovação de matrícula escolar 2022 em MG começou no dia 5 de outubro e vai até a próxima semana, dia 22 do mesmo mês. O processo é feito de forma 100% digital, pelo site: renovacao.educacao.mg.gov.br.  Ele pode ser realizado pelos próprios alunos, quando eles são maiores de 18 anos, ou por pais e responsáveis pelos estudantes de jovens menores de idade. 

As famílias que não têm internet para fazer a matrícula, podem buscar a escola estadual onde o estudante frequenta as aulas. Medidas de biossegurança, estabelecidas pela Secretaria de Estado da Saúde, devem ser mantidas para evitar o contágio pela covid-19. Entre elas, o uso obrigatório de máscaras e a prática do distanciamento social. 

Publicidade

Publicidade

A renovação da matrícula escolar 2022 em MG vale para os alunos que desejam permanecer na mesma escola no ano que vem. Quem tem interesse em mudar de unidade de ensino ou que vai ser transferido de outra rede, como escola municipal, federal ou privada,  precisa  aguardar o momento do cadastramento escolar pelo Sistema Único de Cadastro e Encaminhamento para a Matrícula (Sucem), que ainda não tem data divulgada. 

Renovação da matrícula 2022 em MG vai até 22 de outubro.
Renovação da matrícula 2022 em MG vai até 22 de outubro. Ela vale apenas para estudantes que querem permanecer na mesma escola. (Imagem: Gil Leonardi / Imprensa MG)

Passo a passo para fazer a renovação da matrícula escolar 2022 em MG

  1. Acessar o site renovacao.educacao.mg.gov.br, entre os dias 05 e 22/10;
  2. Inserir o número da matrícula no campo “login”;
  3. Colocar a data de nascimento do estudante com dia, mês e ano com os quatro dígitos (sem barras), no espaço destinado à senha;
  4. Ao concluir o procedimento de renovação da matrícula escolar 2022 em MG, será disponibilizado aos pais/responsáveis ou ao próprio aluno, com mais de 18 anos, o comprovante de renovação. Ele precisa ser impresso ou salvo no formato PDF. 

Caso o estudante, pai ou responsável não lembre o número da matrícula para fazer o login, ele pode clicar na opção “recuperar número de matrícula do aluno”. Ao fazer isso, o sistema vai solicitar a identificação da escola em que o aluno está matriculado, o nome completo dele, data de nascimento e o nome de um dos seus responsáveis.

Como estão as aulas na rede estadual de Minas Gerais?

Atualmente, em Minas Gerais, está valendo a 5ª versão do Protocolo Sanitário de Retorno às Atividades Escolares Presenciais, que foi instituído em 8 de outubro. Com ele, as salas de aula e o transporte escolar podem ter a capacidade de 100% dos alunos presencialmente. Antes, era necessário respeitar apenas 50% da capacidade máxima dos espaços. 

Publicidade

Publicidade

Outras mudanças que começaram a valer neste mês foram:

  • Espaços escolares podem ter todos os estudantes, desde que seja mantido o distanciamento de 0,9 metro entre eles; 
  • É permitido o uso compartilhado de objetos eletrônicos;
  • Fim da quarentena de livros para empréstimos em bibliotecas escolares, desde que respeitadas as orientações de higiene e proteção.

Devido a novas evidências de que a transmissão por objetos é secundária, foi possível o retorno do uso normal de livros e dos empréstimos da biblioteca sem a necessidade de aguardar cinco dias para pegar outro volume. Objetos como computadores, tablets e eletrônicos poderão voltar a ser usados, mantendo as medidas de higiene e de proteção”, explica a coordenadora do coordenadora do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs-Minas), Eva Lídia Arcoverde. 

De acordo com Eva, essas alterações no protocolo foram possibilitadas por fatores epidemiológicos no estado, como a vacinação contra a covid-19 e número de internações pela doença. 

O cenário epidemiológico apresenta, hoje, alguns fatores importantes como a vacinação dos trabalhadores da educação e da população em geral, a aplicação dos imunizantes em adolescentes de 12 a 17 anos, a redução da incidência de casos, óbitos e internações, inclusive com queda das taxas de ocupação de leitos. São aspectos que nos fazem ponderar sobre os benefícios de maior presença de alunos em ambiente escolar, tendo em vista os prejuízos psicossociais e cognitivos causados pela pandemia”, afirma a coordenadora do Cievs-Minas. 

Mesmo com várias medidas de retomada, o uso de máscaras continua obrigatório, assim como outras medidas de higiene, como o uso constante de álcool em gel. É de responsabilidade das escolas que elas se adaptem às novas recomendações das autoridades estaduais. 

Fonte: Agência Minas

Marina Darie
Formada em Jornalismo pela PUCPR. Atualmente está cursando Pós Graduação em Questão Social e Direitos Humanos na mesma instituição de ensino. Tem paixão por informar as pessoas e acredita que a comunicação é uma ferramenta que pode mudar o mundo!
FacebookLinkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário