Pré-Cadastro para a vacina contra Covid-19 em São Paulo: como funciona

O último domingo (17) ficou marcado pelo início da vacinação contra a Covid-19 em São Paulo. Para dar sequência à campanha, o governo de São Paulo lançou um portal onde a população pode realizar um pré-cadastro para ter acesso à CoronaVac, vacina desenvolvida a partir de uma parceria o Instituto Butantan e a Sinovac.

O portal Vacina Já permite o envio de informações que ajudam a agilizar os atendimentos nos postos de vacinação do estado. Apesar de o cadastro não ser obrigatório, ele pode evitar filas aglomeração durante a vacinação.

Entretanto, cabe destacar que o Vacina Já não realiza agendamento, somente o pré-cadastro recomendado pelo governo estadual. A finalização do cadastro será realizada nas próprias unidades de vacinação.

cadastro vacina são paulo

Para se cadastrar, basta acessar o portal Vacina Já do governo de São Paulo por meio deste link, e clicar na opção “Pré-Cadastro” para seguir com o procedimento solicitado. Durante a inscrição, é preciso informar dados como telefone, e-mail, endereço de data de nascimento.

Na primeira fase da vacinação, o público-alvo são os grupos prioritários formados por trabalhadores da saúde e grupos indígenas. Segundo o site, a estimativa é que 9 milhões de pessoas sejam imunizadas nesse primeiro momento.

Ainda de acordo com o portal, a previsão é que 20% da população do do estado de São Paulo seja imunizada com as doses da Coronavac até 28 de março. Como o estado tem 46 milhões de habitantes, isso significaria aproximadamente 9 milhões de pessoas imunizadas em três meses.

Estados começam a receber a Coronavac

Após o início da imunização em São Paulo, o Ministério da Saúde começou a enviar doses da Coronavac para o demais estados e o Distrito Federal nesta segunda-feira (18). Dessa forma, as campanhas de imunização nos estados já podem começar a partir das 17h.

Ao todo, cerca de 6 milhões de doses do imunizante serão distribuídas pelo território nacional, sendo 1,3 milhão em São Paulo e 4,6 milhões nos demais estados.

As doses estão armazenadas em São Paulo, no Departamento de Logística em Saúde (DLOG), e os primeiros voos têm como destino o Distrito Federal e as capitais de dez estados. São cinco estados na região Norte (Acre, Amapá, Amazonas, Rondônia e Roraima), dois no Nordeste (Ceará e Piauí), dois no Centro-Oeste (Goiás e Mato Grosso do Sul) e um no Sul (Santa Catarina).

Segundo o Ministério da Saúde, as vacinas serão distribuídas por aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) e uma frota de caminhões com áreas de carga refrigeradas. Além disso, a operação contará com o apoio das companhias aéreas Azul, Gol, Latam e Voepass. Elas irão transportar gratuitamente as caixas de vacinas para estados que necessitam de transporte aéreo.

A campanha de vacinação começa logo após a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovar o uso emergencial da CoronaVac. Ainda no domingo (17), a agência aprovou também o uso da vacina de Oxford, após solicitação apresentada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

Em relação ao pedido da Fiocruz, ele é referente a 2 milhões de doses da vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford e pelo laboratório AstraZeneca. Além disso, a Fiocruz também produz a vacina no Brasil.

Além de São Paulo, cadastro para vacina também acontece no RN

Outro estado que lançou uma plataforma de cadastro para monitorar a aplicação de vacina é o Rio Grande do Norte. Assim como o Vacina Já, o sistema RN + Vacina permite um cadastro prévio que irá ajudar na logística da campanha de vacinação.

Para os potiguares que não conseguirem realizar o cadastro sozinhos, é possível fazê-lo nas unidades de saúde do estado. A princípio, o Rio Grande do Norte irá receber 82,4 mil doses da CoronaVac.

Para se cadastrar no RN + Vacina, é necessário informar os dados pessoais. O portal também permite incluir informações em relação aos grupos de risco e comorbidades. E mesmo que nesse primeiro momento a vacinação seja destinada a pessoas do grupo de risco, o governo do Estado recomenda que todos os potiguares façam o cadastro.

Para se cadastrar no sistema, é só acessar o portal RN + Vacina por meio deste link, clicar na opção “Cidadão” e informar seu CPF para seguir com o procedimento. O cadastro é destinado para todos os cidadãos maiores de 18 anos.

No vídeo abaixo, você pode ver a apresentação da plataforma e acompanhar o passo a passo para realizar este procedimento.

Felipe Matozo
Jornalista formado pelo Centro Universitário Internacional Uninter, repórter do Jornal O Repórter e ator profissional licenciado pelo SATED/PR. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.
FacebookLinkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário