Homem JOGA FORA R$ 1 BILHÃO e tenta recuperar dinheiro com ajuda de cães robôs

Homem JOGA FORA R$ 1 BILHÃO e tenta recuperar dinheiro com ajuda de cães robôs
Saiba como James Howells jogou quase R$ 1 bilhão fora. Foto: Shuttestock

No Reino Unido, um homem tenta recuperar 150 milhões de libras (quase R$ 1 bilhão, na cotação atual) que jogou fora por acidente anos atrás.

Para isso, o engenheiro da computação James Howells espera que uma tecnologia de inteligência artificial e “cães robôs” possam ajudá-lo a encontrar o dinheiro perdido.

Publicidade

Publicidade

Para entender como este homem perdeu tanto dinheiro e descobrir qual é a sua estratégia para tentar recuperar tamanho prejuízo, continue acompanhando e texto abaixo.

Como o engenheiro jogou tanto dinheiro fora?

Em 2013, Howells estava fazendo uma limpeza em seu escritório e acabou jogando fora o HD de um laptop antigo que continha 8.000 bitcoins, o que hoje equivale a aproximadamente R$ 960 milhões.

Nove anos depois do “acidente”, o engenheiro de computação acredita que o disco rígido está em um depósito de lixo em Newport, no sul do País de Gales.

Publicidade

Publicidade

Nos últimos anos, Howells teve pedidos de busca no aterro sanitário repetidamente negados, devido a preocupações ambientais das autoridades. Mas ele criou um esquema de alta tecnologia para tentar encontrar o HD com os ativos digitais em meio a toneladas de lixo.

Para isso, o engenheiro conseguiu juntar 10 milhões de libras (cerca de R$ 63 milhões)com o financiamento de fundos de cobertura, os chamados hedge funds. Agora, ele aguarda autorização para iniciar as buscas.

Qual a estratégia para encontrar o HD?

Os planos de Howells para recuperar o HD envolvem utilizar uma tecnologia de Inteligência Artificial para operar um braço mecânico que filtraria o lixo, que depois seria recolhido manualmente.

Enquanto as buscas estiverem em andamento, a operação também contará com cães-robôs para garantir que ninguém tente roubar o HD de milhões.

Além disso, o engenheiro também planeja contratar vários especialistas em meio ambiente e recuperação de dados. Segundo ele, a união de vários especialistas com conhecimentos diversos pode fazer com que a tarefa seja concluída com um padrão bastante alto.

A estimativa de Howells é que as buscas levem de nove a 12 meses. No entanto, mesmo que saia a autorização para a operação, ele admite que não há garantia de que o HD seja encontrado ou que seja possível recuperar os bitcoins após todos esses anos. As informações são do The Guardian.

Publicidade

Publicidade

VEJA TAMBÉM: Brasileiro ganha R$ 16 milhões com criptomoeda, mas PERDE TUDO após entrevista

Felipe MatozoJornalista, ator profissional licenciado pelo SATED/PR e ex-repórter do Jornal O Repórter. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.
Veja mais ›
Fechar