O que fazer quando a aposentadoria do INSS tem um valor menor que o esperado?

O que fazer quando a aposentadoria do INSS tem um valor menor que o esperado (1)
Fonte/Reprodução: original

A aposentadoria do INSS é uma oportunidade que milhões de cidadãos brasileiros na terceira idade sonham em aproveitar para melhor viverem essa fase com mais conforto, após terem trabalhado boa parte da vida. 

Contudo, existem situações em que os segurados se surpreendem negativamente ao verem um valor menor do que o esperado.

Publicidade

Publicidade

Isso acontece quando fazem a simulação do benefício no sistema do INSS e então se deparam com uma quantia inferior.

Essa diferença ocorre porque o simulador do INSS deixa de considerar prováveis pendências junto aos indicadores do Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS), por exemplo, que a Previdência não as calculou por exato.

Detalhes como o tempo de contribuição pode não ser computado ou calculado erroneamente, na verdade, visto que o Brasil agora passa por novas regras de aposentadoria do INSS. 

Publicidade

Publicidade

Assim, o trabalhador se aborrece quando recebe a Carta de Concessão do Benefício com outros números.

Como proceder quando a aposentadoria do INSS tem um valor menor que o esperado?

Quando ocorrer redução no valor da aposentadoria, o contribuinte não precisa se preocupar e consegue reverter a situação, a partir das seguintes formas:

Iniciar uma ação judicial –  Em primeiro lugar, ao ingressar na Justiça diretamente, é importante não sacar o valor da aposentadoria do INSS, do contrário, o instituto entende que a pessoa  aceita aquele valor.

Através de uma ação judicial, a quantia contestada será analisada da forma mais justa. Com isso, no caso do trabalhador ganhar a causa, ele recebe os valores corrigidos, contados a partir da data inicial do requerimento junto ao INSS.

O que fazer quando a aposentadoria do INSS tem um valor menor que o esperado (2)
Fonte/Reprodução: original

Aceitar a aposentadoria do INSS e solicitar a revisão no órgão ou na Justiça – Também é possível você aceitar o valor com o cálculo errado e solicitar a revisão no INSS, o que normalmente não lhe fará diferença, já que a autarquia não costuma modificar o valor ou até mesmo trocar a categoria dele.

Nesse caso, o melhor é ingressar na Justiça direto. Lembramos que o trabalhador vencedor da causa assegura seu direito aos valores que não recebeu, além de ter o benefício atualizado na quantia correta, se for o caso de mudar de categoria.

Publicidade

Publicidade

A nossa dica é ter conhecimento dos detalhes do processo da aposentadoria do INSS, inclusive sobre o que a carta de concessão menciona, para então ter mãos as provas de contestação dos benefícios da previdência social. 

O que causa esse valor reduzido na aposentadoria?

A falha no cálculo da aposentadoria do INSS pode se dar por diversas razões, tais como: 

  • Desconsideração de determinados períodos de arrecadação;
  • Salários de contribuições não processados;
  • Um cálculo realizado erroneamente de acordo com as novas regras do benefício;
  • Revisões que não aconteceram automaticamente pelo sistema, entre outros.

Frequentemente, o INSS erra por não computar os intervalos sobre o tempo de contribuição, e dizer que o vínculo não é válido. Esta ação é recorrente quando o segurado exerceu atividades em condições insalubres ou perigosas.

Por outro lado, um erro muito visto atualmente é o cálculo conforme o previsto na Reforma da Previdência (válida desde 13 de novembro de 2019).

Publicidade

Isto significa que o beneficiário da aposentadoria do INSS está dentro do direito da regra antiga, ou seja, já cumpriu com os requisitos para se aposentar antes de a reforma ter começado a valer.

Publicidade

Como solicitar aposentadoria do INSS?

Veja, agora, tudo sobre como entrar com o pedido de aposentadoria do INSS, seja para você, seja para familiares ou interessados no assunto:

  1. Entre em “Meu INSS”, no site ou baixar o aplicativo no celular;
  2. Clicar em “Novo Pedido”;
  3. Procure na lista o nome do benefício (importante lembrar que existe aposentadoria do INSS por invalidez, tempo de contribuição, idade, atividade especial ou por que o segurado é pessoa com deficiência);
  4. Ler o texto que aparecerá e preencher os dados (CPF ou documento de representante legal ou procurador, se tiver);
  5. Aguardar a resposta (entre regularmente no Meu INSS e vá em “Consultar pedidos”)

Os detalhes do pedido também podem ser conferidos, juntamente com o status (habilitado, concedido ou indeferido).

Caso a pessoa não tenha o tempo cumprido até o dia 13/11/2019, o INSS irá analisar a possibilidade de aplicar a regra mais vantajosa, sob o mesmo ponto de vista da Reforma da Previdência.

Publicidade

Publicidade

Lembramos que você pode simular a aposentadoria do INSS pelo Meu INSS, se informar melhor, ou pedir direções no telefone 135, sem precisar sair de casa e ir à agência.

Flavio CarvalhoGestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.
Veja mais ›
Fechar