Posso pagar o INSS do período em que fiquei desempregado?

Saiba como manter os benefícios do INSS mesmo em situação de desemprego, neste artigo exclusivo do No Detalhe.

Muitos acreditam que não é possível contribuir mensalmente em situação de desemprego, mas isso não é verdade. O pagamento da contribuição mensal do INSS, que já virou hábito de muitos brasileiros, é a forma certa de usufruir de direitos e garantias no futuro. Tais benefícios fazem parte das políticas do Instituto do Seguro Social (INSS).

Com intenções de garantir uma aposentadoria estável, muitos brasileiros pagam a contribuição. Em situação de trabalho com carteira assinada, o desconto ocorre automaticamente no pagamento. Mas, quando se está desempregado, é mais difícil contribuir no INSS.

Publicidade

Publicidade

O que fazer em caso de desemprego?

Uma pessoa desempregada entra na categoria de segurado facultativo, isto é, quando mesmo sem trabalhar, existe a opção de contribuir. Por outro lado, pessoas que estão empregadas, tanto de carteira assinada quanto autônomas, devem contribuir pois o caráter dessa ação é obrigatório.

Qual valor posso pagar para o INSS?

Para alguém em situação de desemprego, a base de cálculo pode ser feita em cima do salário-mínimo atual, que é de R$ 1.100 e o teto do INSS, que é de R$ 6.433,57.

Posso pagar o INSS do período em que fiquei desempregado

A base de cálculo depende do contribuinte, ou seja, quanto ele deseja pagar todo mês. Esse valor vai impactar a aposentadoria lá na frente. Já a alíquota tem base na porcentagem de cálculo escolhida. Ela pode ter um mínimo de 5% e ir até 20%, no caso de desemprego.

Publicidade

Publicidade

Como efetuar o pagamento?

Para colocar os pagamentos em dia, é necessário entrar no site do INSS e preencher a guia de recolhimento. É preciso ter em mãos o nome completo, o número do NIS ou NIT, CPF, código de recolhimento e o número de meses que fazem referência à contribuição.

Quais as vantagens de continuar contribuindo para o INSS?

A contribuição é importante para que direitos e garantias sejam assegurados no futuro, especialmente na velhice. Além disso, o INSS possui benefícios como auxílio-doença.

Mas o principal benefício é que, mesmo desempregado, no que diz respeito ao acúmulo de contribuição ao longo dos anos, você receberá como um trabalhador e também estará totalmente segurado pelo INSS.

Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.
FacebookLinkedinTwitter

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário