Pão Francês mais caro? Essa pode ser uma das consequência da guerra da Ucrânia aqui no Brasil

Entenda nesta matéria por que o pão francês pode ficar mais caro no Brasil por conta da invasão da Ucrânia por parte da Rússia.

Desde a madrugada de quinta-feira (24) da semana passada, o assunto que tem tomado os noticiários ao redor do mundo é a invasão da Ucrânia pela Rússia após meses de tensão entre os dois países. E, dentre as várias consequências que esta guerra já está trazendo à economia mundial, no Brasil ela pode causar um sintoma especial: o pão francês pode se tornar mais caro.

Nesta matéria especial do No Detalhe, você vai descobrir por que a guerra entre Rússia e Ucrânia, lá no leste europeu, pode fazer com que o pão francês fique mais caro aqui no Brasil.

Publicidade

Publicidade

Por que o pão francês pode ficar mais caro no Brasil?

Indo direto ao ponto: porque a Rússia é a principal exportadora de trigo do mundo, e o trigo é a matéria-prima base para a fabricação de pães.

Com o foco da Rússia à guerra e com as sanções impostas pela União Europeia e pela Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), que estão fragilizando a economia russa, há bastante incerteza se o país liderado por Vladimir Putin vai manter a exportação de trigo.

Pão Francês mais caro Essa pode ser uma das consequência da guerra da Ucrânia aqui no Brasil (Imagem: Manfred Richter/Pixabay)
Pão Francês mais caro Essa pode ser uma das consequência da guerra da Ucrânia aqui no Brasil (Imagem: Manfred Richter/Pixabay)

Por conta deste período de incerteza, outros países podem aumentar os preços das sacas de trigo, fazendo com que o Brasil pague mais caro pela importação da matéria-prima. E este aumento de preço poderá ser repassado aos consumidores finais, que pagarão mais caro pelo pão francês em mercados e padarias.

Publicidade

Publicidade

Atualmente, 60% do trigo consumido no Brasil vem da Argentina. Com o crescimento da demanda internacional e também pelo aumento do dólar nos últimos dias, a expectativa é a de que a Argentina venha a aumentar o preço do trigo, em especial se a guerra se estender por muito tempo — o que poderia até mesmo causar um desabastecimento generalizado do produto.

Porém, há uma boa notícia no meio disso tudo: a safra atual já foi comprada antes do início da guerra. Portanto, caso o conflito entre Rússia e Ucrânia dure pouco, é possível que a cadeia de produção da próxima safra não seja afetada — e os consumidores brasileiros nem venham a sentir no bolso os efeitos da guerra, ao menos não em relação ao pãozinho de cada dia.

Outros efeitos no Brasil da guerra entre Rússia e Ucrânia

Como já explicamos nesta outra matéria especial, outra consequência que o Brasil pode ter por conta da invasão da Ucrânia é uma alta no preço dos combustíveis. Isso porque a Rússia é o terceiro maior produtor e o segundo maior exportador de petróleo do mundo.

A guerra entre Rússia e Ucrânia também pode afetar a importação brasileira de fertilizantes, colocando em risco a produção agrícola como um todo, além de causar outros efeitos na economia, como um aumento da taxa Selic e uma retração do PIB global em 2022 de até 0,5% caso o conflito se estenda por muito tempo e o preço dos barris de petróleo fiquem acima de US$ 125 por dois trimestres seguidos.

Gostou dessa matéria? Pois aproveite e confira também:
6 perguntas para entender a guerra entre Rússia e Ucrânia

Editor, redator e revisor da WebGo Content, graduado em Letras – Português/Inglês. Tem experiência com redação, revisão e editoração de textos para Web.
FacebookLinkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário