Valor da cesta básica é MAIOR QUE O SALÁRIO MÍNIMO em grande cidade do país

Felipe Matozo

17/08/2022

Um levantamento feito pelo Procon-SP em parceria com o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) revela que o valor da cesta básica está acima do salário mínimo em São Paulo.

Segundo a pesquisa, o preço da cesta básica chegou a R$ 1.260 em média na capital paulista em julho, o que indica que o salário mínimo de R$ 1.212 não foi suficiente para comprar todos os itens alimentícios essenciais.

Por que o valor da cesta básica está tão alto em São Paulo?

De acordo com o estudo do Procon-SP e do Dieese, o leite foi o principal vilão da inflação. Em julho, o produto ficou quase 25% mais caro, ajudando no aumento de 1,24% no preço médio da cesta básica em São Paulo.

O levantamento também mostra que o leite ficou mais caro do que a gasolina, o que faz com que a recente queda na inflação não tenha o mesmo impacto para as famílias mais pobres.

Além disso, a alta do leite também deixas os derivados mais caros, efeito em cadeia que gera um peso ainda maior para o bolso do consumidor. O queijo mussarela, por exemplo, subiu 15% em julho.

Nesse cenário, o efeito prático para o consumidor é que o salário mínimo compra cada vez menos itens. Em São Paulo, por exemplo, a cesta básica de julho deste ano ficou quase R$ 200 mais cara em relação ao mesmo mês de 2021, enquanto o salário mínimo subiu apenas R$ 112 desde então.

Aumenta número de clientes que abandonam itens no caixa

Com a inflação pesando principalmente sobre os alimentos, uma pesquisa recente mostra que aumentou o número de pessoas que abandonam itens no caixa do supermercado.

Segundo o estudo da Nextop divulgado pelo Estadão, foram cerca de 5 milhões de itens deixados no caixa entre janeiro e junho deste ano, o que acontece quando o valor da compra passa do previsto.

Felipe Matozo
Escrito por

Felipe Matozo

Jornalista, ator profissional licenciado pelo SATED/PR e ex-repórter do Jornal O Repórter. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.

0

Aguarde, procurando sua resposta