Auxílio Emergencial Retroativo tem pagamento confirmado. Veja grupo que terá direito

O pagamento retroativo do Auxílio Emergencial começou em janeiro e segue disponível para quem ainda não sacou. Veja quem tem direito.

Pais solteiros que deixaram de receber parcelas do Auxílio Emergencial durante as primeiras rodadas de pagamento em 2020 ainda podem sacar o valor retroativo liberado no começo do ano.

Cada beneficiário que tem direito ao retroativo recebe entre R$ 600 e R$ 3 mil, dependendo do número de parcelas a que ele teve direito entre abril e agosto de 2020. Enquanto isso, os valores pagos entre setembro e dezembro daquele ano e as parcelas de 2021 não entram não entram neste pagamento extra.

Publicidade

Publicidade

Ao todo, são R$ 4,1 bilhões destinados para os pagamentos retroativos para este público. Dessa vez, o valor está sendo pago em parcela única.

auxílio emergencial extra
Veja quais beneficiários têm direito ao pagamento retroativo do Auxílio Emergencial. Foto: Bruno Cruz/Estadão Conteúdo

Quem está incluído nessa nova rodada de pagamentos do Auxílio Emergencial?

O pagamento retroativo do auxílio emergencial é voltado apenas a um grupo de 823,4 mil homens solteiros chefes de família que ganharam o direito de receber parcelas do benefício em dobro, assim como aconteceu com mulheres solteiras.

Mas é importante destacar que não é possível fazer no cadastro e pedir para receber o benefício. Isso porque os pagamentos se referem apenas às cinco primeiras parcelas do programa.

Publicidade

Publicidade

Além disso, isso também não sinaliza um retorno do Auxílio Emergencial, o que é muito improvável de acontecer neste ano.

Para saber se você tem direito ao pagamento retroativo do Auxílio Emergencial, basta realizar a consulta no site do Ministério da Cidadania.

Por que só agora será feito o pagamento do Auxílio Emergencial?

Para entender essa questão, é preciso voltar a julho de 2020, quando o presidente Jair Bolsonaro (PL) vetou um projeto de lei que dava direito ao pagamento em dobro do Auxílio Emergencial para pais solteiros.

Entretanto, em julho do ano seguinte, o Congresso Nacional derrubou o veto do presidente. Mesmo assim, o governo ainda demorou até dezembro para editar uma medida provisória (MP) ampliando o benefício para este público.

Como a edição da MP aconteceu apenas em dezembro de 2021, os pagamentos ficaram para o início deste ano, quase dois anos depois do período em que estes beneficiários deveriam ter recebido os valores.

Como receber o Auxílio Brasil?

Após o fim do Auxílio Emergencial, muitos beneficiários conseguiram entrar para o Auxílio Brasil, programa criado para substituir o Bolsa Famílias.

Publicidade

Publicidade

Entretanto, este é um programa mais restrito. Para participar, é preciso se encaixar nos critérios do Auxílio Brasil, entrar para a lista de espera e aguardar que o Ministério da Cidadania inclua novas famílias no programa.

Jornalista, ator profissional licenciado pelo SATED/PR e ex-repórter do Jornal O Repórter. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.
FacebookLinkedinTwitterYoutube

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário