Calendário Auxílio Brasil: entenda como funcionará os pagamentos

O calendário para o primeiro mês de pagamentos do Auxílio Brasil, programa que irá substituir o Bolsa Família, já está definido. De acordo com a Caixa Econômica Federal, os beneficiários do programa começam a receber a partir do dia 17 de novembro.

Os pagamentos do novo programa social terão a mesma lógica do Bolsa Família: eles acontecerão sempre nos últimos dez dias úteis do mês de e seguirão de acordo com o número final do NIS (mais informações abaixo).

Publicidade

Publicidade

Entretanto, o Auxílio Brasil não terá o aumento prometido pelo governo em novembro. Em outubro, o ministro da Cidadania, João Roma, afirmou que o reajuste seria de 20% em relação ao Bolsa Família. Mas na sexta-feira (29/10), a pasta comunicou que o aumento será de 17,84%, passando o valor médio de R$ 189 para R$ 222.

calendário auxílio brasil
Calendário de pagamentos do Auxílio Brasil começa dia 17 de novembro, com reajuste de 17,84%. Foto: Getty Images

Calendário do Auxílio Brasil em novembro

Conforme já adiantamos, o calendário de pagamentos do Auxílio terá a mesma fórmula do Bolsa Família, e neste primeiro mês do programa será o seguinte:

  • 17 de novembro: beneficiários com NIS terminado em 1;
  • 18 de novembro: beneficiários com NIS terminado em 2;
  • 19 de novembro: NIS terminado em 3;
  • 22 de novembro: NIS terminado em 4;
  • 23 de novembro: NIS terminado em 5;
  • 24 de novembro: NIS terminado em 6;
  • 25 de novembro: NIS terminado em 7;
  • 26 de novembro: NIS terminado em 8;
  • 29 de novembro: NIS terminado em 9;
  • 30 de novembro: NIS terminado em 0.

Além disso, como os beneficiários do Bolsa Família foram remanejados para o Auxílio Brasil, as famílias atendidas serão as mesmas do antigo programa.

Publicidade

Publicidade

Auxílio Brasil de R$ 400 e novos beneficiários

No mesmo comunicado da última sexta-feira, o ministro João Roma manteve as promessas de subir o valor mínimo do Auxílio Brasil para R$ 400 por família.

Entretanto, conforme previsto, esse valor não será pago em novembro, pois está programado para acontecer entre dezembro de 2021 e dezembro de 2022.

Além disso, Roma também voltou a afirmar que o Auxílio Brasil irá zerar a fila de espera do Bolsa Família, aumentando o número de famílias atendidas de 14,6 milhões para 17 milhões.

No entanto, o Auxílio Brasil ainda está repleto de incertezas e corre o risco de não oferecer o que foi prometido pelo governo. Isso porque o Congresso precisa aprovar três projetos diferente para possibilitar a ampliação do programa, e algumas das propostas enfrentam resistência de diversos parlamentares e geram desconfiança no mercado financeiro.

Por conta disso, o Bolsa Família pode voltar a existir e o governo já admite prorrogar o Auxílio Emergencial caso o Auxílio Brasil fracasse.

Felipe Matozo
Jornalista formado pelo Centro Universitário Internacional Uninter, repórter do Jornal O Repórter e ator profissional licenciado pelo SATED/PR. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.
FacebookLinkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário