Calendário Vacinação Covid SP: Veja quem já pode tomar a vacina em São Paulo

O Estado de São Paulo já tem datas definidas para iniciar a vacinação de idosos acima de 85 anos. O governo estadual atualizou o calendário de vacinação contra a Covid-19 em SP na última sexta-feira (29).

Idosos acima de 90 anos começam a ser imunizados no próximo dia 8 de fevereiro, enquanto aqueles com mais de 85 iniciam na semana seguinte, dia 15 de fevereiro. Segundo estimativas do governo do Estado, São Paulo tem aproximadamente 514 mil pessoal com mais de 85 anos.

Publicidade

Publicidade

O governo de São Paulo destaca que essa é a parcela da população mais vulnerável à Covid-19. Conforme o governo, cerca de 37% dos idosos com mais de 85 anos que foram contaminados com o novo coronavírus faleceram desde o início da pandemia.

calendário vacinação covid sp

Por enquanto, o público-alvo da vacinação contra a Covid em SP é composto por profissionais da saúde, indígenas, quilombolas, idosos que residem em instituições de longa permanência e pessoas com deficiência institucionalizadas que tenham 18 ou mais. Somado, este grupo representa cerca de 1,6 milhão de pessoas.

Com a previsão de entrega de um novo lote de 1,8 milhão de doses da Coronavac pelo Instituto Butantan, e da vinda de 5.400 litros de Insumo Farmacêutico Ativo (IFA) que devem chegar da China na próxima quarta-feira (3), São Paulo começa a aumentar o público da sua campanha de imunização.

Publicidade

Publicidade

A nossa meta é acelerar o programa de vacinação incluindo todos os grupos no calendário, mas para vacinarmos mais rapidamente, não só em São Paulo como em todo Brasil, precisamos de mais vacinas”, declarou o governador de São Paulo, João Doria (PSDB).

Segundo o Vacinômetro, que está disponível para acesso no site do governo de São Paulo, 435.443 pessoas foram vacinadas no Estado até às 15h40 desta segunda-feira (1º de fevereiro).

Novas doses devem atender todo o público da fase 1 do calendário de vacinação SP

Das 1,8 milhão de doses da Coronavac que chegam ao Brasil nesta semana, o Instituto Butantan irá disponibilizar 1,39 milhão ao Ministério da Saúde. As 410 mil doses que permanecerem em São Paulo já serão utilizadas para expandir a campanha de vacinação no estado.

Com a nova remessa, a Secretaria de Estado da Saúde irá realizar uma nova operação logística para distribuir as novas doses para todos os municípios 645 paulistas. Somadas às vacinas que SP já havia recebido antes, são mais de 578,1 mil doses que começam a ser entregues nesta segunda-feira (1º).

Segundo o governo, além de permitir começar a vacinar os idosos acima de 85 anos, a quantidade é suficiente para imunizar todo o público-alvo da fase 1 da campanha de vacinação.

Do valor total de vacinas disponíveis no Brasil até o momento, o Instituto Butantan forneceu 80% das doses. O Instituto entrega as doses ao Ministério da Saúde, e à medida que novas doses chegarem ao Estado, novos grupos serão incluídos no calendário de vacinação contra Covid de SP.

A previsão do Butantan é entregar 46 milhões de doses da Coronavac ao Ministério da Saúde até abril. Além disso, Instituto e Ministério devem assinar um acordo na próxima terça-feira (2) para a distribuição de mais 54 milhões de doses.

Com insumos vindos da China, Butantan pode produzir 17,3 milhões de doses

Publicidade

Publicidade

Além dos 5,4 mil litros de insumos previstos para chegar na quarta-feira (3), o governador de São Paulo anunciou a liberação de um novo lote de 5,6 mil litros por parte da China.

Com a nova quantidade de matéria-prima disponibilizada, o presidente do Butantan, Dimais Covas, afirma que é possível produzir 8,7 milhões de doses.

Segundo o governo de São Paulo, o primeiro lote de 5,4 mil litros de IFA já está no aeroporto de Pequim, e faltam apenas os últimos trâmites para liberação do embarque. O Butantan estima que esse lote de insumos deve render aproximadamente 8,6 milhões de doses da Coronavac.

Sendo assim, os dois lotes somados permitirão ao Instituto produzir 17,3 milhões de doses, que devem ser disponibilizadas ao Ministério da saúde até a primeira metade de março, segundo Dimas Covas.

Publicidade

Segundo o Mapa da vacinação contra a Covid-19 no Brasil, mais de 2 milhões de pessoas já foram vacinadas no país. Entretanto, isso ainda equivale a apenas 0,97 da população brasileira.

Publicidade

Felipe Matozo
Jornalista formado pelo Centro Universitário Internacional Uninter, repórter do Jornal O Repórter e ator profissional licenciado pelo SATED/PR. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.
FacebookLinkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário