Como saber se tenho direito ao PIS

O PIS é um direito garantido a alguns trabalhadores atuantes com registro em CTPS (Carteira de Trabalho e Previdência Social). A seguir, explicamos o que é o PIS e como saber se tem direito a esse abono. Confira!

pis como saber se tenho direito

O que é o PIS?

Trata-se do Programa de Integração Social, que é um benefício que paga um abono para o trabalhador de baixa renda, funcionando como um 14º salário. No entanto, não são todos que podem recebê-lo, somente aqueles que cumprem requisitos do programa de repasse de renda.

Quem tem direito ao abono PIS?

  1. Trabalhadores com registro em carteira que atuaram pelo mínimo de 30 dias no ano anterior;
  2. Aqueles que ganharam a média de dois salários mínimos por mês;
  3. Profissionais inscritos no PIS há cinco anos, no mínimo;
  4. Trabalhadores que a empresa em que atuavam tenha informado dados para o governo corretamente.

Como saber se tenho direito ao abono PIS

Verificou os requisitos para receber o abono, mas ainda continua em dúvida se tem direito a recebê-lo? Uma forma simples de sanar essa questão é realizar a consulta PIS, que pode ser feita gratuitamente e online, no conforto do seu lar. Confira como:

Aplicativo Caixa Trabalhador

  1. Baixe o aplicativo Caixa Trabalhador na loja de apps de seu celular (disponível para iOS e Android);
  2. Toque em “acessar”;
  3. Informe seu CPF e toque em “próximo”;
  4. Digite sua senha de acesso, a mesma utilizada em demais serviços da Caixa Econômica Federal. Caso não se lembre, toque em “recuperar senha”;
  5. Selecione “entrar”;
  6. Toque em “abono salarial” e em “exercício vigente”.

Site Caixa Econômica Federal

  1. Acesse a página sobre abono salarial no site da Caixa Econômica Federal;
  2. Clique em “consultar pagamento”;
  3. Informe seu CPF, NIS ou e-mail e senha de acesso. Se não tiver uma, clique em “cadastrar / esqueci senha);
  4. Marque a caixa de recaptcha;
  5. Clique em “acessar”;
  6. No menu de serviços, clique em “PIS”;
  7. Selecione “consulta a pagamentos”.

A consulta também pode ser realizada em canais tradicionais, como a central telefônica da Caixa Econômica Federal, no número 0800 726 0207 (ligação gratuita a partir de um telefone fixo) ou em um dos postos de atendimento da SRT (Superintendência Regional do Trabalho).

Calendário de pagamento PIS

O pagamento é liberado aos poucos, conforme calendário PIS divulgado pela Caixa Econômica Federal. As datas são estabelecidas de acordo com o dia de nascimento do trabalhador e variam todo ano.

Então, como saber a data exata de pagamento do abono salarial? Ao realizar a consulta PIS, o valor a ser pago e a data de liberação do dinheiro é informada. Se preferir, existe a possibilidade de verificar o calendário PIS no site da Caixa.

Como sacar o PIS 2021?

O saque do abono salarial PIS 2021 pode ser feito em diferentes canais disponibilizados para os trabalhadores. Confira, a seguir, quais são eles:

  1. Cartão Cidadão e senha cadastrada: caso tenha o cartão, o saque pode ser realizado em um dos terminais de autoatendimento da Caixa Econômica Federal, em lotéricas e correspondentes Caixa Aqui;
  2. Agências da Caixa Econômica Federal: opção disponível para quem não tem Cartão Cidadão, basta apresentar um documento de identificação;
  3. Depósito em conta: alternativa válida para quem já é correntista da Caixa Econômica Federal. No entanto, o valor só é depositado se o saldo disponível na conta for acima de R$ 1.

O que acontece se o abono PIS não for sacado?

O trabalhador pode sacar o abono salarial a partir da data estabelecida no calendário de pagamento. Hoje, há uma resolução, que foi publicada em 2019, que diz que o prazo é de até 5 anos para retirar o dinheiro, se não houver prorrogações.

Se o trabalhador não sacar o PIS dentro desse prazo de 5 anos, o dinheiro é diretamente encaminhado ao FAT (Fundo de Amparo ao Trabalhador), que é responsável por financiar benefícios como o seguro desemprego.

Como saber o número do PIS?

O número do PIS é o do NIS (Número de Identificação Social) e NIT (Número de Identificação do Trabalhador). Tal informação é indicada na carteira de trabalho, extrato do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) e Cartão Cidadão.

Flavio Carvalho
Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.

Deixe seu comentário