Congresso estuda novidade incrível pra quem recebe Vale-Gás

Congresso e governo estudam novidade para o Vale-Gás e criação de um novo benefício. Veja o que está sendo discutido.

Os presidentes da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), e do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), sinalizaram ao governo que apoiam a aprovação de uma novidade que pode beneficiar quem recebe o Vale-Gás: o aumento no valor do benefício.

A proposta em estudo também tem o aval do Ministério da Economia, pois é vista como uma alternativa para evitar a mudança da Lei das Estatais.

Publicidade

Publicidade

Além do aumento no valor do Vale-Gás, a equipe econômica e o Congresso também estudam criar um auxílio para caminhoneiros de R$ 400 por mês.

Qual é a proposta para o Vale-Gás e para os caminhoneiros?

Congresso estuda novidade incrível pra quem recebe Vale-Gás
Congresso e governo estudam novidade para o Vale-Gás. Foto: Divulgação

Segundo integrantes do alto escalão do governo, o objetivo dos dois benefícios é oferecer uma resposta à alta dos combustíveis. Além disso, o governo também deseja eliminar as chances de uma medida provisória (MP) que mude a Lei das Estatais para tentar resolver o problema dos preços dos combustíveis a curto prazo.

No caso do Vale-Gás, a ideia é melhorar o valor pago aos beneficiários. Atualmente, o benefício corresponde a 50% do preço médio do botijão de gás no país.

Publicidade

Publicidade

Já em relação ao voucher para caminhoneiros, o valor em avaliação para o auxílio é de R$ 400 por mês até o final do ano.

Ambas as medidas podem ter o apoio do Congresso, onde também há resistência contra mudanças na Lei das Estatais. Para o presidente do Senado, por exemplo, a melhor alternativa seria reverter o lucro da Petrobras para a sociedade “por meio de especificidades para caminhoneiros, taxistas, gás de cozinha, beneficiários do Auxílio Brasil”, declarou Pacheco.

O que falta para confirmar as medidas?

Para bancar o aumento no Vale-Gás e o auxílio para caminhoneiros, o governo usaria a PEC que propõe o pagamento a estados fora do teto de gastos.

Além disso, também é necessário encontrar uma saída para colocar os benefícios em prática sem infringir a legislação eleitoral. Isso porque a lei impede a distribuição de novos benefícios em ano de eleição.

Por isso, o tema está em análise no governo com a ajuda da Advocacia-Geral da União e da Casa Civil.

Jornalista, ator profissional licenciado pelo SATED/PR e ex-repórter do Jornal O Repórter. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.
FacebookLinkedinTwitterYoutube

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário