Enem 2021: abstenção chega em 55% no segundo dia de prova. O que acontece com quem perdeu a prova do Enem?

O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) atingiu recorde de abstenção em seu segundo dia, chegando a 55,3% de faltas, de acordo com o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), organizador do exame.

Isso significa que dos 5.523.029 inscritos, somente 2.470.396 compareceram aos locais de prova. Esse é um índice de abstenção ainda maior do que o do primeiro dia do Enem 2020, que era de 51,5%.

Curiosamente, o recorde de abstenção anterior era do ano de 2009, quando 41% dos inscritos não compareceram no segundo dia de prova do Enem.

enem 2021

O que acontece com quem perdeu o Enem?

Quem perdeu a prova do Enem poderá solicitar a reaplicação, dependendo do motivo da abstenção. A seguir, apresentamos quem tem direito a essa alternativa:

  1. Estudantes que perderam a prova por conta de problemas de infraestrutura, como salas lotadas ou falta de energia elétrica nos locais de prova, contratempos que foram frequentes desde o início da aplicação do exame;
  2. Inscritos que foram diagnosticados com Covid-19 ou outras doenças infectocontagiosas na véspera do Enem.

Até o momento, o Inep já recebeu 18.210 solicitações de reaplicação do Enem devido à contaminação pelo novo coronavírus. Destas, somente 13.716 foram aprovadas. As demais estão em fase de análise.

Inscritos do Amazonas e de Espigão d’Oeste e Rolim de Moura, cidades de Rondônia, onde o Enem 2020 foi suspenso pelo agravamento da pandemia de Covid, não precisarão solicitar a reaplicação, ela será feita automaticamente nos dias 23 e 24 de fevereiro.

Como solicitar a reaplicação do Enem?

Seu perfil atende os requisitos para solicitação da reaplicação do Enem 2020 e deseja realizar o pedido? Então, fique de olho no cronograma: a solicitação deve ser realizada a partir de hoje (25/01/2021) às 12h00 até sexta-feira (29/01/2021).

Para realizar o procedimento é simples, basta acessar a Página do Participante Enem e seguir as orientações para solicitação. Os casos serão analisados e o resultado é liberado no dia 12 de fevereiro.

Enem Digital 2020

No próximo domingo (31/01/2021), o Enem Digital será aplicado para 96 mil inscritos. É a primeira vez que uma versão informatizada da prova será aplicada. Para isso, utilizará um ambiente específico que não permitirá que o candidato cole.

Funciona da seguinte forma: o participante entrará nesse ambiente e só conseguirá ver a prova do Enem, sem abrir programas, calculadora, conexão à internet, entre outros. Na sala de aplicação ficarão fiscais para controlar pausas para ida ao banheiro.

Para aplicar a versão digital, o Inep selecionou instituições de ensino com um padrão mínimo de tecnologia para minimizar o risco de problemas no dia da aplicação da prova.

As questões serão respondidas diretamente no computador, basta selecionar a alternativa que acredite ser a correta e salvá-la. As próximas questões serão automaticamente carregadas.

Um detalhe importante: somente as provas objetivas serão realizadas no computador, a redação continua manuscrita. Portanto, é essencial levar caneta preta, de tubo transparente, para realizá-la.

As provas digitais do Enem serão aplicadas nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro. O resultado, tanto das digitais como das presenciais, deve sair no dia 29 de março.

Enem 2021

Uma das principais dúvidas de estudantes é se vai ter Enem em 2021, sobretudo por conta do agravamento da pandemia do novo coronavírus. De acordo com o presidente do Inep, sim, a perspectiva é de que o Enem 2021 ocorra ainda neste ano.

A previsão é de que as provas sejam aplicadas entre novembro e dezembro. O edital do novo exame deve ser divulgado em breve, provavelmente após a divulgação do resultado do Enem 2020.

Onde usar a nota do Enem?

O Enem costuma atrair estudantes que buscam benefícios para entrar na universidade. Não é para menos, afinal, a nota atingida no exame pode ser utilizada para conseguir bolsas de estudos e vagas em universidades públicas.

Mas, em quais programas o participante pode usar sua nota do Enem? No que se refere aos governamentais, há três principais:

  1. Sisu: Sistema de Seleção Unificada, que concede vagas em universidades públicas;
  2. Prouni: Programa Universidade para Todos, que dá bolsas de estudos parciais (50%) e integrais em instituições de ensino superior privadas;
  3. Fies: Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior, programa de financiamento estudantil.

Flavio Carvalho
Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.

Deixe seu comentário