Inscrição Sisu 2021: MEC anuncia datas para inscrição. Fique atento!

O Ministério da Educação (MEC) publicou nesta quinta-feira (11/02) o edital do processo seletivo do Sisu (Sistema de Seleção Unificada) do primeiro semestre de 2021, informando regras e datas de inscrição.

Conforme o edital, o prazo para inscrição será entre os dias 6 e 9 de abril, e os candidatos podem se inscrever gratuitamente pelo site do Sisu. Além do cronograma, o edital publicado no Diário Oficial da União também informa as regras do processo seletivo.

Para participar da seleção do Sisu neste primeiro semestre, os candidatos devem utilizar as notas obtidas no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2020, que foi aplicado nos meses de janeiro e fevereiro deste ano por conta do adiamento causado pela pandemia de Covid-19. Apesar de as notas ainda não estarem disponíveis, o gabarito do Enem 2020 já foi divulgado.

inscrição sisu

Para concorrer a uma vaga no Sisu, o estudante não pode ter zerado a prova de redação e nem ter participado do Enem 2020 como treineiro. Os resultados da chamada única deste primeiro processo seletivo do Sisu de 2021 será publicado na semana seguinte ao período de inscrições, no dia 13 de abril.

Depois disso, entre os dias 14 e 19 de abril, os alunos selecionados deverão efetuar matrícula ou registro acadêmico nas universidades públicas onde conseguiram vagas.

Vale lembrar que o Sisu é o programa do MEC que dá acesso a cursos de graduação em instituições públicas – federais, estaduais ou municipais. O programa abre novas vagas a cada semestre, e seleciona os estudantes com melhor classificação no sistema conforme suas notas no Enem.

Além do Sisu, os estudantes que participam do Enem também pode disputar vagas no ensino superior por meio do Programa Universidade para Todos (ProUni) e do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

O Prouni oferece bolsas de estudos em instituições privadas, enquanto o Fies facilita o acesso ao crédito para que estudantes consigam financiar seus cursos de graduação.

Como será o processo seletivo do Sisu do primeiro semestre de 2021?

Como já é de praxe, os candidatos poderão escolher duas opções de vaga para se inscrever no Sisu e especificar a ordem de preferência. Além disso, o participante tem o direito de optar por disputar as vagas de ampla concorrência ou as reservadas a políticas de ações afirmativas (cotas).

No entanto, o estudante não pode concorrer em mais de uma modalidade para o mesmo curso e turno, na mesma universidade e local de oferta.

O Sisu sempre disponibiliza aos candidatos a nota de corte para cada universidade, localidade disponível, curso, turno e modalidade de concorrência. O sistema atualiza essas informações periodicamente durante o período de inscrições, pois as notas de corte podem baixar ou aumentar.

Por conta destas atualizações constantes, enquanto as inscrições estiverem abertas, os estudantes podem alterar suas opções, ou mesmo cancelar a candidatura. A última alteração que o candidato fizer na sua inscrição e confirmar no sistema é a que contará para a classificação no Sisu.

No caso deste primeiro processo seletivo do Sisu em 2021, ele acontecerá em chamada única. Segundo os critérios de classificação, o desempate para casos de notas idênticas se dá no momento da matrícula. Neste caso, fica com a vaga o candidato que comprovar a menor renda familiar.

Em relação ao processo de matrícula, cada instituição de ensino define os dias, horários e locais de atendimento, mas ele deve acontecer entre 14 e 19 de abril.

Inscrição na lista de espera do Sisu

Os estudantes que não forem selecionados na chamada única ainda poderão disputar vagas do Sisu por meio da lista de espera. Esta etapa também é conhecida como “segunda chamada”, e aqui nós já explicamos como ela funciona.

O período para manifestar interesse em concorrer pela lista de espera será entre os dias 13 e 19 de abril. Para isso, o candidato deve acessar a própria página do Sisu na internet durante o período indicado. Entretanto, na lista de espera o estudante pode escolher apenas uma das vagas que ele disputou na fase de chamada única.

Além disso, o candidato que for selecionado na chamada regular em uma das duas opções de vaga escolhidas não poderá participar da lista de espera, mesmo que ele não tenha se matriculado na instituição de ensino.

Cada instituição participante irá definir os procedimentos para preencher as vagas não ocupadas durante a chamada regular por meio de um edital próprio.

Felipe Matozo
Estudante de Jornalismo no Centro Universitário Internacional Uninter e ator profissional licenciado pelo SATED/PR. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.

Deixe seu comentário