Prazo para licenciamento do Detran MS termina dia 31 de julho para placas com final 5 e 6

Esta é a última semana para que proprietários de veículos com placas terminadas em 5 e 6 no Mato Grosso do Sul quitem o licenciamento anual do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MS), pois o prazo encerra no próximo sábado (31/07).

Conforme a relação de taxas do Detran-MS, o valor atual do licenciamento no estado é de R$ 223,32 para quem pagar dentro do prazo de vigência. Enquanto isso, para os motoristas que pagarem a taxa fora do prazo, o preço sobe para R$ 289,94.

Publicidade

Publicidade

Segundo o departamento, o cálculo da taxa é realizado de acordo com o valor de Uferms (Unidade Fiscal Estadual de Referência de Mato Grosso do Sul), que é definido mensalmente. O pagamento do licenciamento no estado pode ser feito em em agências ou bancos conveniados.

prazo licenciamento detran ms
Motoristas do Mato Grosso do Sul precisam ficar atentos ao calendário de licenciamento. Foto: Reprodução/Governo do Estado

Calendário de licenciamento do Detran-MS – Qual o prazo para os demais veículos?

Assim como acontece em outros estados do país, o calendário de vencimentos do licenciamento anual no Mato Grosso do Sul segue de acordo com o número final da placa de cada veículo. Em 2021, a divisão ficou da seguinte forma:

  •  Placas com final 1 e 2 – Vencimento em maio;
  • Final 3 e 4 – Vencimento em junho;
  • Final 5 e 6 – Vencimento em julho;
  • Final 7 e 8 – Vencimento em agosto;
  • Final 9 – Vencimento em setembro;
  • Final 0 – Vencimento em outubro.

Caso o pagamento aconteça dentro do prazo estipulado, é possível parcelar o valor em até 12 vezes no cartão de crédito, sendo que a regularização da situação do veículo é imediata.

Publicidade

Publicidade

Sendo assim, para quem tem veículos com placas terminadas em 5 ou 6, o direito a este benefício segue até dia 31 de julho.

Veja também: Detran MS agora aceita PIX como forma de pagamento: saiba como usar

Como emitir 2ª via do licenciamento?

Os motoristas sul-mato-grossenses podem consultar débitos dos seus veículos e emitir guia para pagamento pelo próprio site do Detran-MS. Para isso, basta seguir alguns passos simples:

  1. Acesse o site “Meu Detran” e clique na aba “Veículo”;
  2. Em seguida, escolha a opção “Guia de Licenciamento e Multas”;
  3. Na página seguinte, digite o número da placa e do Renavam do seu veículo e clique em “Consultar”;
  4. Se houver débitos em aberto, clique nos links indicados para gerar guia de pagamento;
  5. Por fim, pague a taxa da maneira de sua preferência.

Além disso, também é possível consultar os débitos e emitir a guia de pagamento pelo aplicativo Carteira Digital de Trânsito. Nesse caso, a primeira coisa a se fazer é baixar o aplicativo na Google Play (Android) ou na App Store (iOS), fazer o cadastro necessário e clicar para “Entrar com gov.br”.

Após ter o acesso à plataforma liberado, basta baixar o CRLV, selecionar a opção “Veículos”, informar o Renavam e o número de segurando do Certificado de Registro do Veículo (CRV) e clicar para incluir.

O que acontece se não pagar o licenciamento MS?

O pagamento do licenciamento anual é obrigatório para todos os veículos. Motoristas que não quitam essa taxa não podem obter o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV) atualizado, documento que funciona como uma licença para os veículos trafegarem nas vias públicas, pois indica que não há pendências em relação a multas, seguro obrigatório e IPVA.

Publicidade

Publicidade

Segundo a Lei de Trânsito, quando o motorista não paga o licenciamento dentro do prazo estipulado pelo Detran e fica com o documento “atrasado” configura infração gravíssima. Nesse caso, a multa é de R$ 293,47 mais sete pontos na CNH, e o veículo ainda pode ser apreendido.

Veja também: Cartão Mais Social com auxílio de R$ 200 no MS será distribuído em julho

CRLV Digital no Mato Grosso do Sul

Desde janeiro deste ano, o CRLV e o CRV foram unificados em um só documento, que agora é digital: o CRLV-e. Dessa forma, aquele velho documento “verdinho” não existe mais.

E a mudança não aconteceu apenas no Mato Grosso do Sul, mas em todo o Brasil, por determinação do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). O objetivo do novo documento digital é trazer mais segurança e facilidade aos motoristas.

Publicidade

Agora, o CRLV vem marcado com um Código QR, e além de ser usado no formato digital também pode ser impresso em papel como a qualquer momento.

Publicidade

Com isso, os custos para os motoristas também reduziram, pois a taxa de R$ 414 para tirar a 2ª via do CRV, por exemplo, deixa de existir com o CRLV-e.

Fonte: EnfoqueMS.

Felipe Matozo
Jornalista formado pelo Centro Universitário Internacional Uninter, repórter do Jornal O Repórter e ator profissional licenciado pelo SATED/PR. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.
FacebookLinkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário