Nova CNH começa a valer a partir de junho deste ano. Entenda o que muda no documento

Nova CNH vai ser mais segura, modera e cumprirá requisitos internacionais, de acordo com a Secretaria Nacional de Trânsito. Veja as mudanças!

A nova CNH, Carteira Nacional de Habilitação, vai começar a ser emitida em junho deste ano. A substituição pela versão atualizada do documento será realizada gradualmente, à medida em que os condutores forem renovando ou emitindo a segunda via.

Todas as mudanças foram autorizadas pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran). De acordo com o Governo Federal, elas trarão mais segurança, modernidade e aproximação aos requisitos internacionais.

Publicidade

Publicidade

Entre as alterações na nova CNH, estão um layout e design diferentes, a possibilidade de incluir o nome social e a filiação afetiva do condutor e a incorporação do código utilizado nos passaportes, o que permite que o condutor possa embarcar em terminais de autoatendimento nos aeroportos brasileiros.

O que muda na nova CNH?

Nova CNH começa a valer a partir de junho deste ano
Veja como será a nova CNH, que começará a valor em junho deste ano. (Imagem: Divulgação / Governo Federal)

Veja as principais mudanças da nova CNH, que vai começar a ser produzida e entregue aos motoristas no dia 1º de junho de 2022:

  • Inclusão de uma tabela para identificar os tipos de veículos que o condutor está apto a conduzir;
  • Informações sobre o exercício de atividade remunerada do motorista e possíveis restrições médicas;
  • Novas cores, como o amarelo, e novos elementos gráficos para dificultar a falsificação e fraudes;
  • O documento virá impresso em língua portuguesa, inglesa e francesa, permitindo seu uso internacionalmente;

Assim como já acontece atualmente, a carteira de motorista também vai contar com um QR Code, que permite a validação do documento. Ele armazena todas as informações contidas nos dados variáveis, com exceção da assinatura do condutor.

Publicidade

Publicidade

É obrigatório ter a nova CNH?

Não é obrigatório ter a nova CNH logo no primeiro dia de junho. Ela será substituída quando o motorista solicitar a segunda via, houver adição de categoria, obtenção da PPD  para as categorias “A”, “B” ou “A” e “B”, com validade de 1 ano, substituição da PPD pela CNH definitiva, substituição da PPD pela CNH definitiva, reabilitação do condutor, alteração de algum dos dados impressos na CNH ou da substituição do documento de habilitação estrangeira.

Se o motorista preferir, ele pode usar a versão digital do documento, que se chama Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica (CNHe). Para isso, basta baixar o aplicativo Carteira Digital de Trânsito, por meio do passo a passo:

  1. Instalar o aplicativo em seu celular;
  2. Fazer acesso através do Login Único do Gov BR;
  3. Apontar a câmera para o QR Code que fica na parte de trás de sua carteira de motorista;
  4. Tirar uma foto sua dentro do aplicativo;
  5. O aplicativo vai comparar a sua foto com a foto do banco de dados do Detran;
  6. Confirmar o CEP cadastrado no DETRAN do estado de sua CNH;
  7. Se estiver tudo certo, o aplicativo vai gerar a CNH Digital.

Com o app Carteira Digital de Trânsito também é possível ter acesso ao documento do veículo.

Como vai funcionar a Identidade Digital?

O Documento Nacional de Identidade (DNI), que está sendo chamado de Identidade Digital, vai reunir várias informações do cidadão, como CPF, biometria, Título de Eleitor e CNH e poderá ser acessado por um aplicativo gratuito disponível para smartphones e tablets nas plataformas Android e iOS.

As primeiras Identidades Digitais estão sendo emitidas neste mês de março para servidores da Justiça Eleitoral e de outros órgãos públicos. Esses funcionários públicos serão os pioneiros na utilização do DNI e, conforme a experiência deles, o documento será aprimorado.

Em agosto deste ano, a população de Minas Gerais será a primeira do Brasil a ter acesso ao aplicativo integrado. O estado foi escolhido por conta de um acordo de  cooperação assinado no ano passado, que prevê a emissão do DNI pelo Instituto de Identificação de MG.

Publicidade

Publicidade

Gradualmente, outras Unidades Federativas poderão usufruir do DNI, até que em fevereiro de 2023, ele esteja disponível para todos os brasileiros.  

Formada em Jornalismo pela PUCPR. Atualmente está cursando Pós Graduação em Questão Social e Direitos Humanos na mesma instituição de ensino. Tem paixão por informar as pessoas e acredita que a comunicação é uma ferramenta que pode mudar o mundo!
FacebookLinkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário