Nova CNH começa a valer nesta quarta-feira (1); descubra o que muda

Nova CNH começa a valer nesta quarta-feira (1); descubra o que muda

A partir desta quarta-feira (1), passará a valer a nova CNH (Carteira Nacional de Habilitação). A decisão da mudança foi anunciada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), ainda em dezembro do ano passado.

O documento pode ser expedido em meios físico, digital ou ambos, ficando a critério do condutor.

Publicidade

Publicidade

Nesta matéria do NoDetalhe, você fica sabendo mais sobre a nova CNH, que começa a valer nesta quarta-feira (1). Confira!

O que muda na nova CNH?

Nova CNH começa a valer nesta quarta-feira (1); descubra o que muda
Saiba detalhes a respeito da nova CNH: o que vai mudar com o novo modelo do documento e o que não deve mudar. (Imagem: Reprodução/Internet)

A transição do documento atual para o novo documento irá acontecer de forma gradual. Os condutores já habilitados não são obrigados a obter o novo documento agora. Isso quer dizer que vão poder esperar até terem que renovar a CNH ou solicitarem uma segunda via.

Por outro lado, quem tirar a primeira habilitação a partir de agora, já irá receber o documento no novo modelo.

Publicidade

Publicidade

Inclusive, agora vai ser possível escolher se o documento será emitido na versão impressa ou digital, como acontece desde 2017. Os motoristas também terão a possibilidade de escolher as duas versões do documento, como também acontece atualmente. Para quem optar pela carteira digital, deverá realizar o procedimento de solicitação através do aplicativo “Carteira Digital de Trânsito”.

A primeira diferença em relação ao novo modelo de documento é que a versão impressa irá utilizar papel de segurança e tinta fluorescente, que brilha no escuro. Alguns itens do documento serão visíveis apenas com luz ultravioleta e um holograma.

A respeito do visual da nova CNH, haverá predominância das cores verde e amarelo. Além disso, o novo documento trará uma tabela para identificar os tipos de veículos que o motorista está apto a conduzir.

Na primeira coluna, constará a categoria da CNH e haverá indicação de veículos que o condutor está apto a dirigir por meio de imagem. Ainda, vão constar no documento informações sobre exercício de atividade remunerada do motorista e eventuais restrições médicas.

O novo modelo de CNH irá contar com outras novidades. Confira a seguir.

  • Campo para o nome socialfiliação afetiva (caso haja). No segundo caso, será possível inserir os nomes de dois pais ou duas mães;
  • Assinatura do condutor abaixo da foto;
  • Sinalização com a letra “P”, para apenas tem a permissão para dirigir, ou se já possui a CNH definitiva, indicada pela letra “D”;
  • Foi incorporado um código internacional: o código MRZ. Ele é utilizado nos passaportes, permitindo que o condutor embarque em terminais de autoatendimento nos aeroportos brasileiros;
  • O quadro de observações estará abaixo da tabela que indica os veículos que o motorista pode dirigir.

O que não vai mudar com a nova CNH?

O campo para Autorização para Conduzir Ciclomotor (ACC) continua na nova versão.

Publicidade

Publicidade

Os documentos emitidos a partir de 2017 contam com o QR Code para acesso à CNH digital. O código armazena todas as informações do documento, inclusive a fotografia, com exceção da assinatura do motorista.

A nova CNH também irá trazer o QR Code.

Outra observação que deve ser feita é que, desde 2021, começaram a vigorar as novas validades para a CNH, que são as seguintes:

  • 10 anos para motoristas com idade inferior a 50 anos;
  • Cinco anos para pessoas acima dos 50 a 69 anos; e
  • Três para os com 70 anos ou mais.

Essas validades não irão mudar com a nova CNH.

Publicidade

A ideia por trás da nova habilitação é garantir maior segurança e diminuir o índice de fraudes envolvendo o documento que concede ao cidadão o direito de dirigir.

Publicidade

Veja também: IR: 1º lote da restituição do Imposto de Renda é pago nesta terça (31); saiba quem recebe

Elouise LopesRedatora WebGo Content e bacharelanda em Comunicação Organizacional na UTFPR. Fã de café à meia noite e amante de fotografia de paisagens naturais.
Veja mais ›
Fechar