O que é o rotativo do cartão de crédito? Quando usar? Quando não usar?

rotativo do cartão de crédito
Uso do crédito rotativo cresce e ajuda a aumentar endividamento das famílias. Foto: Canva

Segundo números do Banco Central, os empréstimos para pessoas físicas por meio do cartão de crédito rotativo somaram R$ 224,7 bilhões em 2021, o que é um recorde para a modalidade.

Mas esse índice pode representar um problema para os brasileiros. Afinal, as taxas de juros cobradas nas operações com cartão de crédito rotativo são as maiores do mercado no país, segundo a Associação Nacional dos Executivos de Finanças Administração e Contabilidade (Anefac).

Publicidade

Publicidade

Para entender melhor o que é o rotativo do cartão de crédito e as possíveis causas para o aumento no seu uso, continue acompanhando o texto.

rotativo do cartão de crédito
Uso do crédito rotativo cresce e ajuda a aumentar endividamento das famílias. Foto: Canva

O que é o rotativo do cartão de crédito?

O crédito rotativo é um tipo de crédito que o consumidor pode solicitar quando não paga o valor total da fatura do cartão até o vencimento. 

Os casos mais conhecidos são os de pagamento do valor mínimo da fatura, mas sempre que o consumidor paga um valor menor do que o integral acontece o rotativo.

Publicidade

Publicidade

Nesse caso, a diferença e entre o valor total e a quantia paga até o vencimento da fatura se transforma em um empréstimo. Sendo assim, o consumidor precisa pagar juros sobre o valor que ficou em aberto.

E essa taxa de juros representa a principal armadilha do crédito rotativo, pois chegam a valores exorbitantes. Em 2021, por exemplo, o total de juros cobrados em operações com crédito rotativo somaram 349,6% ao ano.

Por que as pessoas estão usando o rotativo do cartão de crédito?

O aumento no uso do crédito rotativo em 2021 se deu em um ano com alta dos juros, disparo na inflação e crescimento do endividamento das famílias. Ou seja, um ano economicamente ruim para os brasileiros que empurrou muita gente para o rotativo do cartão.

É o que destaca o diretor-executivo da Anefac, Miguel José Ribeiro de Oliveira. Conforme lembrou Oliveira, a economia do país vive um momento de endividamento e desemprego elevados e queda na renda da população por conta da inflação.

Cuidados com o rotativo do cartão de crédito

Para evitar o rotativo, é fundamental ficar sempre de olho na fatura para não se perder nas contas. Nesse caso, é importante anotar os gastos para evitar gastar mais do que o orçamento permite.

Afinal, a melhor forma de evitar o crédito rotativo é pagar sempre o valor integral da fatura, e para isso é preciso manter o controle deste valor sempre.

Publicidade

Publicidade

Além disso, o consumidor também deve conhecer as taxas de juros do rotativo do seu cartão, que costumam ser bastante altas.

Felipe MatozoJornalista, ator profissional licenciado pelo SATED/PR e ex-repórter do Jornal O Repórter. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.
Veja mais ›
Fechar