4 técnicos que precisariam abandonar salários MILIONÁRIOS para assumir a Seleção

Felipe Matozo

12/12/2022

Com o fim da “era Tite”, as especulações sobre o novo treinador da Seleção Brasileira já estão a todo vapor, e alguns técnicos estrangeiros estão entre os favoritos dos torcedores.

Afinal, após o Brasil acumular fracassos seguidos na Copa do Mundo, inclusive por conta escolhas erradas do treinador (pois é, Tite!), muita gente acha que chegou a hora de quebrar esse tabu e investir em um técnico estrangeiro.

Mas entre os principais sonhos de consumo dos brasileiros estão alguns dos técnicos mais bem pagos do mundo, o que pode dificultar essa expectativa.

4 – Abel Ferreira

Nossa lista já começa com um dos técnicos mais especulados para assumir a seleção brasileira. Em dois anos no Palmeiras, o português Abel Ferreira já venceu seis títulos, incluindo duas libertadores e um campeonato brasileiro.

Confira também
Copa do Mundo 2022: veja lista de seleções MAIS CARAS; primeiro lugar surpreende

Dessa forma, Abel aparece como uma das preferências do torcedor para o comando da seleção. No entanto, ele teria que deixar para trás o salário de 6,7 milhões (cerca de R$ 37,5 milhões) por ano que recebe no Palmeiras, segundo o UOL, o que faz do português um dos 20 técnicos mais bem pagos do mundo.

3 – José Mourinho

Outro português que muita gente queria ver na seleção brasileira é o badalado José Mourinho, que hoje treina a Roma.

Único técnico no mundo a vencer todas as três competições de clubes da Uefa, Mourinho tem um salário de 9,2 milhões de euros (cerca de R$ 51,52 milhões).

2 – Carlo Ancelotti

Atual campeão da Champions League com o Real Madrid, o italiano Carlo Ancelotti é um dos ídolos do próprio Tite e chegou a ser sondado pela CBF, segundo o UOL. Além disso, Ancelotti teria demonstrado interesse no projeto.

O italiano é o único treinador a vencer títulos nas cinco principais ligas da Europa. Atualmente, ele tem um salário anual de 10,9 milhões de euros (R$ 61,04 milhões).

1 – Pep Guardiola

Por fim, um dos maiores sonhos de consumo dos torcedores brasileiros, o espanhol Pep Guardiola. De acordo com o UOL, a CPF também chegou a entrar em contato com Guardiola, mas ele não teria demonstrado o mesmo interesse que Ancelotti.

Talvez um dos motivos para isso seja o salário de Guardiola no Manchester City. Afinal, com um salário de 22,7 milhões de euros (R$ 127,12 milhões) por ano, o espanhol é o 2º técnico mais bem pago do mundo, atrás apenas de Diego Simeone (Atlético de Madrid).

Fonte: UOL.

VEJA TAMBÉM
Jogadores da Seleção Brasileira com os maiores salários: consegue adivinhar o primeiro lugar?

Felipe Matozo
Escrito por

Felipe Matozo

Jornalista, ator profissional licenciado pelo SATED/PR e ex-repórter do Jornal O Repórter. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.

0

Aguarde, procurando sua resposta