Como fazer o agendamento no INSS em 2022?

Portaria divulgada nesta semana no DOU flexibiliza casos em que o agendamento no INSS é obrigatório para ser atendido nas agências

A necessidade de fazer agendamento no INSS está em fase de flexibilização, depois de dois anos do início da pandemia de covid-19. Uma portaria publicada nesta quarta-feira (3) no Diário Oficial da União prevê a retomada gradual dos atendimentos presenciais, sem a necessidade de marcar com antecedência, a partir deste mês de março. 

Dessa forma,  o Instituto Nacional do Seguro Nacional retorna com cinco tipos de atendimentos diferentes:

Publicidade

Publicidade

  • Atendimento presencial: feito por servidores e colaboradores do INSS ao público em geral, de forma espontânea ou agendada, nas agências; 
  • Atendimento espontâneo: realizado na triagem, no autoatendimento orientado ou em guichê específico para informação ou orientação, sem necessidade de prévio agendamento;
  • Atendimento agendado: aquele que é realizado na agência em dia e horário previamente marcado pelo cidadão, por meio dos canais remotos;
  • Atendimento de baixa complexidade: pode ser realizado por servidor ou por colaborador do INSS; 
  • Atendimento de alta complexidade: somente pode ser realizado por servidor do INSS.

Como fazer o agendamento no INSS?

Como fazer o agendamento no INSS em 2022?
Agendamento no INSS em 2022 deve ser feito por canais remotos, como Meu INSS ou pelo canal 135. (Imagem: INSS / Divulgação)

Em alguns casos, o agendamento no INSS ainda é necessário, de acordo com a portaria divulgada nesta semana. Veja quais são eles:

Atendimento simplificado:

  • Pensão Especial Vitalícia da pessoa portadora da Síndrome da Talidomida;
  • Pensão Mensal Vitalícia do Seringueiro e seus Dependentes;
  • Pensão Especial das Vítimas de Hemodiálise de Caruaru;
  • Bloquear/desbloquear Benefício para Empréstimo Consignado;
  • Alterar Local ou Forma de Pagamento;
  • Retificação de Comunicação de Acidente do Trabalho;
  • Devolução de Documentos;
  • Retirada de Histórico de Atendimento de Chat ou Central 135;
  • Orientações e Informações básicas sobre benefícios e serviços previdenciários; 
  • Protocolo de requerimentos para pessoas sem acesso aos canais remotos.

Atendimento específico: 

  • Inclusão de documentos ou relatórios alheios à análise;
  • Despacho conclusivo divergente da formatação no sistema de benefício;
  • Encerramento da tarefa por erro de sistema;
  • Conclusão da tarefa com benefício não formatado;
  • Utilização de Número de Identificação do Trabalhador (NIT) de terceiro na conclusão da tarefa ou equívoco na atribuição do NIT do titular, dependente, instituidor ou representante legal;
  • Consulta à consignação administrativa;
  • Impossibilidade de informação ou de conclusão da solicitação pelos canais remotos ou quando a Central 135 não puder atender a demanda e o operador direcione o interessado a comparecer à agência; 
  • Ciência do Cidadão Referente à Necessidade de Inscrição no CadÚnico; e
  • Solicitar a Contestação de NTEP.

Se a solicitação do beneficiário necessite de agendamento prévio e ele não tenha feito isso, ele será  orientado a realizar o agendamento por meio dos canais remotos de atendimento disponíveis, como o canal 135 ou o aplicativo gratuito Meu INSS, que está disponível para Android ou IOS. 

Ao se deparar com dificuldades para marcar uma hora ou horário para ser atendido, o cidadão ainda pode ir presencialmente em uma agência e fazer o agendamento pelo autoatendimento na triagem. 

Publicidade

Publicidade

Quais serviços são isentos de agendamento no INSS?

O atendimento espontâneo é isento de agendamento. Ele inclui:

  • Orientações e informações básicas sobre benefícios e serviços previdenciários;
  • Atendimento por decisão judicial;
  • Agendamento de serviços;
  • Emissão de senha para acesso ao Gov.br; 
  • Acesso aos serviços ofertados pelo Autoatendimento Orientado, nas unidades participantes do Projeto do Novo Modelo de Atendimento.

Meu INSS ainda é uma opção de atendimento

O aplicativo Meu INSS conta com mais de 90 serviços que podem ser solicitados ou realizados sem sair de casa. Conheça alguns deles:

  • Aposentadoria por Idade;
  • Aposentadoria por tempo de contribuição;
  • Salário maternidade;
  • Pensão por morte;
  • Auxílio-doença;
  • Seguro Desemprego do Pescador Artesanal;
  • Benefícios Assistenciais;
  • Certidão de tempo de contribuição;
  • Alterar local ou forma de pagamento;
  • Cadastrar ou renovar procuração ou representante legal;
  • Solicitar pagamento de benefício não recebido;
  • Recurso e revisão. 

Para ter acesso a esses serviços, é necessário ter uma conta Gov.br ativa. Durante o cadastro, também é preciso informar o CPF, nome completo, data de nascimento e responder algumas perguntas. 

Com a inscrição no aplicativo, muitas tentativas de golpes envolvendo o benefício podem surgir. Confira orientações do próprio INSS para evitar que isso aconteça:

  • Mantenha sempre atualizados os  dados de contato pelo Meu INSS ou pelo telefone 135;
  • Caso alguém faça qualquer comunicação pedindo dados ou fotos em nome do INSS, não atenda a solicitação, desligue a ligação e bloqueie o contato;
  • O INSS nunca entra em contato direto com a pessoa para solicitar dados; 
  • O número do SMS usado pelo INSS para informar os cidadãos é 280-41;
  • Sempre que o INSS convoca o cidadão para apresentar documentos, essa convocação fica registrada no Meu INSS e pode ser verificada também pelo telefone 135.

Formada em Jornalismo pela PUCPR. Atualmente está cursando Pós Graduação em Questão Social e Direitos Humanos na mesma instituição de ensino. Tem paixão por informar as pessoas e acredita que a comunicação é uma ferramenta que pode mudar o mundo!
FacebookLinkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário