Dicas para organizar os documentos para a declaração do imposto de renda; Declaração do IRPF 2022 começa em 2 de março

Confira aqui tudo o que você precisa saber sobre a Declaração do Imposto de Renda 2022 e já prepare os documentos com antecedência!

A entrega da Declaração do Imposto de Renda 2022 deve começar já na primeira semana de março. Preparar e organizar os documentos com antecedência para ser um dos primeiros a entregar é sempre uma boa opção, tanto para evitar imprevistos e atrasos quanto para receber a restituição mais cedo.

Pensando nisso, o No Detalhe preparou esta matéria com tudo o que você precisa saber sobre a Declaração do IRPF (Imposto de Renda Pessoa Física), desde os documentos necessários até as novidades da edição de 2022.

Publicidade

Publicidade

Como funciona a declaração do imposto de renda?

A Declaração do Imposto de Renda, como o próprio nome sugere, é uma declaração que os brasileiros apresentam à Receita Federal todos os anos, geralmente até o fim de abril, listando seus bens e indicando os rendimentos e as despesas que tiveram ao longo do ano anterior.

O imposto de renda é cobrado descontado pelo governo direto do salário do trabalhador. Porém, no ano seguinte, ele faz a declaração para justamente comprovar se pagou ou não o que tanto necessário de impostos.

Além do salário, fazem parte também da lista de rendimentos tributáveis ganhos com aluguéis, prêmios de loteria e investimentos. Já outros gastos, como despesas médicas, gastos com educação ou com contribuição à Previdência Social são deduzidos do imposto de renda.

Publicidade

Publicidade

Quem precisa declarar o Imposto de Renda?

Não são todos os brasileiros que devem efetuar a declaração do imposto de renda. Em 2021, por exemplo, os seguintes indivíduos precisaram declarar:

  • Recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70;
  • Teve rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte acima de R$ 40 mil (como FGTS e seguro-desemprego);
  • Tinha bens e direitos de mais de R$ 300 mil até 31 de dezembro de 2020 (lembrando que a declaração leva em consideração sempre o ano anterior);
  • Recebeu Auxílio Emergencial e teve renda tributável acima de R$ 22.847,76 no ano;
  • Teve lucro ao vender bens sujeitos à incidência do Imposto de Renda;
  • Operou na Bolsa de Valores em algum momento de 2020;
  • Passou a morar no Brasil e esteve aqui até 31 de dezembro de 2020;
  • Optou pela isenção do IR sobre o ganho de capital na venda de imóvel residencial cujo valor foi aplicado na compra de outro imóvel no país (dentro do prazo de até 180 dias após a venda);
  • Teve receita bruta com atividade rural de mais de R$ 142.798,50 ou deseja compensar as perdas na área.

Lembrando que os critérios acima são com base na Declaração do Imposto de Renda de 2021. A Refeita Federal ainda não divulgou as regras para 2022.

Como e quais documentos organizar para a declaração do imposto de renda 2022?

Confira a seguir alguns dos principais documentos que é bom já ter ao alcance das mãos na hora de declarar o Imposto de Renda em 2022:

  • Informações pessoais básicas sobre você, contribuinte, e sobre seus dependentes, como endereço, nome e CPF (de você e de seus dependentes), título de eleitor, cópia da última declaração do Imposto de Renda, conta para restituição ou débitos das cotas de imposto apurado;
  • Sobre imóveis, data de aquisição, área do imóvel, IPTU, registro de inscrição no órgão público/cartório;
  • Sobre contas correntes e aplicações financeiras, CNPJ, agência e número da conta;
  • Para rendas variáveis, informes de rendimento, notas de corretagem, extratos de IR emitidos pelas corretoras e DARFs de Renda Variável;
  • Documentos que comprovem dívidas (maiores que R$ 5 mil), exceto débitos de financiamento imobiliário, bens adquiridos por consórcios e dívidas de atividade rural;
  • Comprovantes de gastos na educação, no pagamento da previdência social/privada, em doações, em rendimento de plano ou seguro de saúde, de despesas médicas ou odontológicas (para deducação);
  • Para comprovar renda, documentos de instituições financeiras, de aposentadoria, salário, pensão, distribuição de lucros ou pré-labore, alugueis de bens móveis/imóveis, programas fiscais (como os de CPF na nota), doações, heranças e pensões etc.
  • Documentos que comprovem a compra/venda de bens e direitos, posição acionária em empresa etc.

Novidades no Imposto de Renda 2022

Dicas para organizar os documentos para a declaração do imposto de renda (Imagem: Towfiqu barbhuiya/Unsplash)
Dicas para organizar os documentos para a declaração do imposto de renda (Imagem: Towfiqu barbhuiya/Unsplash)

Embora a Receita Federal tenha divulgado poucas informações a respeito do Imposto de Renda 2022, já sabemos que a declaração vai sofrer algumas mudanças.

Por exemplo, para a declaração do Imposto de Renda 2022, testes para diagnósticos de Covid-19 realizados em 2021 vão poder ser utilizados para deduções e abatimentos. Embora alguns testes sejam baratos (como o de antígeno, que custa em média R$ 90), outros podem ultrapassar os R$ 700, justificando a inclusão.

O limite para isenção também sofreu alterações, subindo de R$ 1.903,98 para R$ 2,500, uma correção de 31%. Dessa forma, quem recebe menos do que R$ 2,5 mil, ou seja, cerca de 5,5 milhões de brasileiros, está isento da declaração do Imposto de Renda 2022.

Publicidade

Publicidade

Além disso, a partir de 2022, o desconto da declaração simplificada, que garante 20% de desconto sobre a soma de todos os rendimentos tributáveis, estará fixado em no máximo R$ 10.563,00 (em 2021, este limite era de R$ 16.754,34).

Alterações na tabela do Imposto de Renda também vão fazer com que o declarante pague menos impostos em 2022. Além disso, lucros e dividendos, antes isentos, agora são tributáveis, o limite para isenção de investimentos na bolsa agora é maior (R$ 60 mil a cada trimestre) e a taxa para atualização do valor do imóvel é menor.

Gostou dessa matéria? Pois aproveite e confira também:
Dinheiro esquecido nos bancos gera alerta para os beneficiários quanto aos cuidados com golpes

Editor, redator e revisor da WebGo Content, graduado em Letras – Português/Inglês. Tem experiência com redação, revisão e editoração de textos para Web.
FacebookLinkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário