iFood e Sebrae: Parceria oferece cursos gratuitos para empreendedores – Confira!

O empreendedorismo é um estilo de negócio que bombou nos últimos anos. Pessoas com ideias criativas encontram um espaço no mercado e apostam no trabalho e esforços intensos para alavancarem as suas vidas. Essa jornada não é nem um pouco fácil. Ela exige muita dedicação, ser um profissional multidisciplinar e buscar inovar sempre.

Ainda sim, vários cursos gratuitos começaram a surgir na internet para tentar ajudar esses empreendedores. Um deles é fruto de uma parceria entre o iFood e o Sebrae. 

São 14 cursos gratuitos profissionalizantes, desenvolvidos pelo iFood e Sebrae. É necessário ser um empreendedor que tem um restaurante cadastrado no aplicativo de delivery. As aulas vão estar disponíveis até o dia 31 de maio.

Quais cursos são ofertados pelo iFood e Sebrae?

app iFood
Ifood e Sebrae lançam parceria com o desenvolvimento de cursos gratuitos para empreendedores. Entenda todos os detalhes desse projeto! (Imagem: Divulgação)

Os cursos do iFood e Sebrae ensinam noções básicas de marketing, planejamento financeiros, boas práticas relacionadas à alimentação, etc. Resumindo, eles levam conteúdo para que o empreendedor consiga se desenvolver cada vez mais dentro e fora do aplicativo. 

Essas são algumas das aulas disponíveis:

  • Como aumentar suas vendas;
  • Customer Success: como conquistar e manter clientes;
  • Marketing digital 1, 2, 3, 4;
  • Formação do preço de venda;
  • Receita de sucesso: equipe e atendimento;
  • Gestão de pessoas bares e restaurantes;
  • Boas práticas nos serviços de alimentação;
  • Como controlar o fluxo de caixa;
  • Como comprar bem e de bons fornecedores;
  • Simples Nacional;
  • Invista no Planejamento.

A duração dos cursos varia de duas a 20 horas. Ao serem finalizados, todos os participantes recebem um certificado do Sebrae. 

O objetivo é que as aulas atinjam 270 mil restaurantes, com seus empreendedores e familiares. 

“Conforme crescemos como empresa, aumenta também a nossa responsabilidade social. É por isso que começamos 2021 com várias iniciativas de educação e sustentabilidade (…) A parceria com o Sebrae tem o potencial de alcançar milhares de pessoas, entre funcionários dos mais de 270 mil estabelecimentos cadastrados no iFood e seus familiares. O objetivo é democratizar o acesso ao desenvolvimento profissional ao maior número de pessoas possível”, afirma a Head de Educação do iFood, Renata Citron. 

iFood e cursos de programação

Além dos cursos de empreendedorismo do iFood com o Sebrae, a empresa de delivery abriu neste mês 120 bolsas integrais para o curso Programação do Zero. As aulas são completamente online e levam em torno de 25 semanas para serem concluídas. 

A parceria da vez, para a realização dessas aulas, foi feita com a Cubos Academy.

Apenas pessoas de baixa renda podem se inscrever. O pré-requisito é ter renda familiar per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo. Durante o processo seletivo, algumas outras medidas afirmativas serão impostas:

  • 50% das vagas serão destinadas a mulheres;
  • 50% a pessoas negras;
  • 30% a entregadores, donos ou funcionários de restaurantes cadastrados no Ifood;
  • 15% a residentes de Salvador, onde está localizada a Cubos Academy.

Candidatos deficientes, trans ou que estudaram em escolas da rede pública de ensino também vão ter preferência durante a seleção. 

Ao finalizarem o curso do iFood com a Cubos Academy, os alunos vão poder atuar como desenvolvedores de software júnior. O conhecimento deles vai ser em front e back-end.

As inscrições podem ser feitas até o dia 30 de abril, portanto não perca tempo!

Como o iFood planeja levar educação para os empreendedores?

Os cursos gratuitos do iFood e Sebrae voltados para empreendedores fazem parte de um grande plano voltado para a educação. 

A plataforma de entregas de comida planeja formar 25 mil pessoas na área de tecnologia para preencher as vagas de mão de obra que estão faltando no ramo. Essa é apenas a primeira etapa do projeto do iFood. 

Em uma segunda frente, a empresa pretende capacitar cinco milhões de pessoas. Ao todo, 10 milhões de brasileiros devem ser impactados pelas iniciativas do iFood. 

Esses planos estão sendo seguidos por meio de parcerias, como a entre o iFood e Sebrae. Outras instituições também firmaram acordos com o aplicativo. Entre elas, o instituto PROA, com foco na carreira profissional de jovens da rede pública de ensino. A Resilia e o Reprograma, ambos desenvolvem cursos gratuitos voltados para ciência de dados e programação, também participam dos projetos do iFood. 

O plano da empresa é unir esforços para capacitar pessoas em estado de vulnerabilidade social, para que elas atuem no setor do aplicativo. 

Mais de R$2 milhões de reais já foram investidos no plano de educação e desenvolvimento de profissionais no ramo de tecnologia e programação. 

Fonte: Exame

Marina Darie
Formada em Jornalismo pela PUCPR. Atualmente está cursando Pós Graduação em Questão Social e Direitos Humanos na mesma instituição de ensino. Tem paixão por informar as pessoas e acredita que a comunicação é uma ferramenta que pode mudar o mundo!
FacebookLinkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário