Inscrições no Auxílio Brasil serão feitas via CadÚnico. Veja como funcionará

Assim como já acontece com o Bolsa Família, CadÚnico será utilizado como base de dados para inscrições de famílias no Auxílio Brasil.

Enquanto o governo ainda tenta formas de encaixar o Auxílio Brasil nos limites da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), famílias de baixa renda esperam o início das inscrições para o programa que irá substituir o Bolsa Família.

Apesar de os cadastros ainda não terem começado, a seleção de famílias elegíveis para o novo benefício será feita por meio do Cadastro Único (CadÚnico), sistema que já é utilizado para pagamento de outros programas sociais do governo, inclusive o próprio Bolsa Família.

Publicidade

Publicidade

Entretanto, o cadastro no CadÚnico deverá estar devidamente atualizado para que a família possa se inscrever no Auxílio Brasil. Os pagamentos do novo programa social devem começar no próximo mês de novembro, quando acaba o Auxílio Emergencial.

Inscrições do Auxílio Brasil serão feitas através do CadÚnico.
Inscrições para o Auxílio Brasil acontecerão por meio do CadÚnico. Foto: Divulgação/Prefeitura de Bertioga

Como se inscrever no CadÚnico para receber o Auxílio Brasil?

Como o Auxílio Brasil chega para substituir o Bolsa Família, as famílias beneficiárias do programa atual devem ser transferidas para a nova iniciativa. Nesse caso, elas só precisam se certificar de que o cadastro no CadÚnico esteja atualizado.

Além disso, é possível que famílias da lista de espera do Bolsa Família entrem para o Auxílio Brasil. Isso porque a fila contem hoje cerca de 1,2 milhão de famílias, e a proposta do novo programa prevê aumentar o número de famílias atendidas em quase 3 milhões.

Publicidade

Publicidade

Mas no caso das pessoas que ainda não estão inscritas no CadÚnico e atendem aos critérios para receber o Auxílio Brasil, basta procurar o CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) ou posto de atendimento do Cadastro Único mais próximo para se registrar.

Para fazer o cadastro da família no sistema, o responsável familiar deve ter pelo menos 16 anos e apresentar seu CPF ou título de eleitor. Além disso, também é necessário apresentar pelo menos um dos seguintes documentos para cada membro da família:

  • CPF
  • Carteira de Identidade (RG)
  • Certidão de Nascimento
  • Carteira de Trabalho
  • Título de Eleitor
  • Certidão de Casamento
  • No caso de indígenas, Registro Administrativo de Nascimento Indígena (RANI).

Para mais informações sobre o processo de inscrição no CadÚnico, basta acessar o site do governo federal.

Enquanto isso, as famílias que já se cadastraram no sistema e desejam consultar ou atualizar seus dados devem acessar o aplicativo “Meu CadÚnico”, disponível gratuitamente para dispositivos Android e iOS (Apple).

Jornalista, ator profissional licenciado pelo SATED/PR e ex-repórter do Jornal O Repórter. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.
FacebookLinkedinTwitterYoutube

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário