IPTU 2022 João Pessoa: 20% de desconto para pagamento à vista. Pix será aceito

Desconto do IPTU 2022 João Pessoa pode ser de até 20% para contribuintes adimplentes, que pagarem o imposto em cota única até março.

Desde quinta-feira, 13 de janeiro, os pagamentos do IPTU 2022 João Pessoa e da Taxa de Coleta de Resíduos (TCR) podem ser adiantados pela população. A Secretaria da Receita Municipal (Serem) já disponibilizou a impressão dos boletos no portal do contribuinte.

Por enquanto, quem deseja fazer esse adiantamento, precisa fazer o download do carnê, pois as guias só serão distribuídas para as  residências dos contribuintes em fevereiro. De acordo com o calendário de pagamentos, a cota única com desconto vencerá no dia 08 de março.

Publicidade

Publicidade

Mesmo sem o carnê físico, que só começará a ser distribuído pelos Correios no início de fevereiro, a Secretaria da Receita já começa a disponibilizar as guias a partir desta quinta para aqueles contribuintes que preferem adiantar o pagamento neste início de ano”, afirmou o secretário da Receita, Sebastião Feitosa.

Qual é o calendário de pagamentos do IPTU 2022 João Pessoa?

IPTU 2022 João Pessoa já pode ser pago, de forma adiantada, pelos contribuintes
IPTU 2022 João Pessoa já pode ser pago, de forma adiantada, pelos contribuintes. Neste ano, o PIX é uma forma de pagamento aceita. (Imagem: Arquivo/ Gilberto Firmino)

O calendário do IPTU 2022 João Pessoa prevê o pagamento da cota única com desconto até 8 de março. Também está marcado para 8 de abril o prazo para pagar o imposto sem desconto. Veja as datas completas para quem optar pelo parcelamento em até dez vezes:

  • 1ª parcela: 08/03;
  • 2ª parcela: 08/04;
  • 3ª parcela: 09/05;
  • 4ª parcela: 08/06;
  • 5ª parcela: 08/07;
  • 6ª parcela: 08/08;
  • 7ª parcela: 08/09;
  • 8ª parcela: 10/10;
  • 9ª parcela: 08/11;
  • 10ª parcela: 09/12.

Como pagar o imposto em João Pessoa?

Neste ano, o IPTU 2022 João Pessoa sofreu um aumento de 10,74%, considerando o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) acumulado dos meses de novembro de 2020 a novembro de 2021.

Os contribuintes podem escolher entre o pagamento em cota única, com 15% de desconto até o dia 8 de março, o parcelamento em 10 vezes ou cota única sem desconto, com vencimento em 8 de abril.

Publicidade

Publicidade

Além disso, a Secretaria da Receita Municipal (Serem) vai dar um desconto adicional de 5% aos  contribuintes sem dívidas tributárias e não-tributárias dos anos anteriores com o município. Portanto, quem pagar o imposto em cota única até 8 de março e está adimplente com a Prefeitura, terá uma redução no imposto de até 20%.

Esse desconto é cumulativo. Então, se a pessoa escolher aproveitar também o desconto de 15% da cota única, ela terá, ao todo, 20% de desconto. Mas se a pessoa não puder pagar todo de uma vez e parcelar, também ganha os 5% de desconto”, explica Feitosa.

Outra novidade para o IPTU 2022 João Pessoa é a possibilidade de pagar o tributo com PIX, o sistema de pagamentos instantâneos desenvolvido pelo Banco Central há um pouco mais de um ano.

Ao emitir o boleto, o contribuinte poderá efetuar o pagamento pela linha digitável, pelo código de barras ou também pelo QR Code para PIX.

Como emitir o boleto do IPTU em João Pessoa?

Veja o passo a passo para emitir a guia de pagamento do IPTU 2022 João Pessoa:

  1. Entrar no Portal do Contribuinte: https://www.joaopessoa.pb.gov.br/pc/;
  2. Informar o número de inscrição do imóvel ou a localização cartográfica, que podem ser verificados em carnês de anos anteriores;
  3. Escolher a forma de pagamento do imposto: cota única com desconto;  cota única sem desconto, mas com vencimento apenas em 8 de abril;  parcelar em até 10 vezes;
  4. Emitir a guia;
  5. Esperar, pelo menos meia hora, para completar o período de validação do boleto;
  6. Efetuar o pagamento.

Regras para isenção do IPTU

Em setembro de 2021, a Secretaria Executiva da Receita (Serem) publicou as regras para as isenções do IPTU e do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) em João Pessoa. Veja quem tem direito:

  • Imóveis vinculados aos programas habitacionais voltados para a população de baixa renda, com recursos do Programa Casa Verde e Amarela do Governo Federal;
  • Imóveis populares com menos de 60 metros quadrados;
  • Contribuintes que comprovem ter renda bruta de até dois salários mínimos.

Formada em Jornalismo pela PUCPR. Atualmente está cursando Pós Graduação em Questão Social e Direitos Humanos na mesma instituição de ensino. Tem paixão por informar as pessoas e acredita que a comunicação é uma ferramenta que pode mudar o mundo!
FacebookLinkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário