Melhores alternativas de crédito estudantil e como contratar

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é o método mais conhecido para que um estudante possa financiar sua faculdade. Mas você sabia que há outras alternativas de crédito estudantil que o estudante pode contratar?

Por ser um programa público criado há mais de 20 anos que já atendeu milhões de estudantes, o Fies é bastante conhecido e disputado. Aqui nós já explicamos como funciona o programa.

Publicidade

Publicidade

Mas para quem deseja conhecer outras formas de crédito estudantil para financiar sua faculdade, é só acompanhar a lista de alternativas a seguir.

contratar crédito estudantil
Além do Fies, estudantes têm outras opções de financiamento estudantil para contratar. Foto: Reprodução/Canva

Outras alternativas de crédito estudantil

Financiamento estudantil com crédito privado

O financiamento por meio de empresas especializadas em crédito universitário é uma modalidade que vem crescendo nos últimos anos. O programa mais conhecido é o Pravaler, que já atendeu mais de 180 mil alunos em mais 500 instituições de ensino.

O Pravaler tem juros de 0 a 2,19% e pode ter valores bem próximos ao do Fies. Neste programa, os estudantes devem renovar o contrato a cada 6 meses, e os pagamentos correspondem à metade da mensalidade mais encargos.

Publicidade

Publicidade

Mas é importante destacar que o Pravaler tem alguns requisitos, como a necessidade de um fiador e de estar com o nome limpo, além de critérios de renda. Para conferir como funciona o Pravaler, simular e contratar o crédito estudantil, basta acessar o site do programa.

Além do Pravaler, há várias outras empresas de crédito onde é possível contratar financiamento estudantil, e o estudante consegue encontrá-las em uma pesquisa rápida na internet. Entretanto, é importante tomar cuidado e ler com atenção as propostas para ter certeza de que é um bom negócio.

Financiamento bancário

O financiamento com crédito oferecido por bancos também é uma modalidade conhecida. No entanto, é preciso que haja um convênio entre o banco e a faculdade e que o estudante seja correntista da instituição para contratar o financiamento.

Normalmente, os juros dessa modalidade são menores do que os de empréstimos tradicionais, mas mais altos que os do Fies. Mas os valores e condições variam entre um banco e outro.

Nesse caso, o recomendado é que o estudante pesquise com o seu banco se ele tem algum programa de financiamento estudantil. Além disso, também pode valer a pena pesquisar por faculdades que têm parcerias com bancos e considerar a ideia de se tornar correntista de alguma instituição, se for o caso.

Veja também: Fies tem 1 milhão de inadimplentes – saiba como quitar as dívidas

Financiamento da própria universidade

Publicidade

Publicidade

Outro formato que o estudante consegue encontrar em algumas instituições de ensino é aquele em que a faculdade tem um programa de financiamento estudantil próprio. Naturalmente, as taxas de juros e demais condições também variam conforme a instituição.

Em 2019, por exemplo, dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) mostraram que o número de instituições de ensino que fazem essa oferta subiu de 14,4% para 28,3% entre 2014 e 2017.

Além do financiamento próprio, muitas faculdades também oferecem bolsas para novos estudantes. Sendo assim, para quem está interessado em ingressar no ensino superior, vale a pena pesquisar por instituições que contam com programas de financiamento ou desconto em mensalidades.

Fonte: Unigranrio.

Jornalista, ator profissional licenciado pelo SATED/PR e ex-repórter do Jornal O Repórter. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.
FacebookLinkedinTwitterYoutube

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário