Saque extraordinário do FGTS: vale a pena resgatar? Confira o nosso veredito!

Será que realmente vale a pena aproveitar o saque extraordinário do FGTS? Veja o que dizem alguns especialistas.

Os pagamentos do saque extraordinário do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) já começam amanhã (20/04) para nascidos em janeiro, o que faz com que esse seja um momento importante para definir se realmente vale a pena resgatar o dinheiro.

O valor máximo disponível para saque é de R$ 1.000 por pessoa, mesmo que o trabalhador tenha mais de uma conta vinculada ao FGTS. E vale lembrar que qualquer pessoa com conta vinculada ao fundo poderá resgatar o dinheiro, mesmo que ela esteja inativa.

Publicidade

Publicidade

Para ajudar quem está na dúvida, acompanhe a seguir o que especialistas dizem sobre as vantagens e desvantagens do saque extraordinário.

Quando vale a pena aproveitar o saque extraordinário?

Saque extraordinário do FGTS: vale a pena resgatar? Confira o nosso veredito!
Veja quando o saque extraordinário vale a pena e quando ele não vale. Foto: Guilherme Dionízio/Estadão Conteúdo

Um dos primeiros pontos que especialistas financeiros alertam sobre o saque extraordinário do FGTS é que ele deve ser usado para pagar dívidas, principalmente as que têm juros altos.

Caso o valor não seja suficiente para quitar dívidas, a orientação é tentar renegociá-las e pagar o que for possível. Com “dinheiro na mão”, as chances de renegociar dívidas com boas condições são maiores.

Publicidade

Publicidade

Conforme destacou o economista Bruno D’Assis, dívidas com cheque especial e juros rotativos do cartão de crédito são exemplos claros de débitos com taxas altas.

Nesse caso, é recomendado usar o dinheiro do saque extraordinário para quitar ou ao menos reduzir o tamanho dívida. Segundo o economista, dívidas de empréstimo sempre devem ser quitadas o quanto antes.

Mas no caso de quem não tem dívidas para pagar, a sugestão é aplicar o dinheiro. Nesse caso, uma alternativa recomendada para investimento é o Tesouro Direto.

No entanto, é importante destacar que a aplicação exige paciência. Afinal, o rendimento do dinheiro aplicado leva tempo, e R$ 1.000 não é um valor muito alto para começar a investir.

Por isso, é bom ter em mente que o ideal é “esquecer” o valor aplicado para que o investimento valha a pena. Mesmo assim, qualquer fundo de aplicação renderá mais do que o FGTS, então aproveitar o saque extraordinário para investir pode ser uma boa estratégia.

Quando NÃO vale a pena?

Segundo o educador financeiro Mario Cezar Freitas de Oliveira, este dinheiro não deve ser usado para gastar com o que não estava programado, ou ele “vai voar”.

Publicidade

Publicidade

Além disso, o professor de economia da FGV-LAW e da FIPE, Cleveland Prates, lembra que este dinheiro não será um fluxo à disposição do brasileiro daqui pra frente, e por isso não resolverá os principais problemas das famílias.

Sendo assim, o saque extraordinário do FGTS vale a pena para quitar ou renegociar dívidas ou para aplicar e “esquecer” o dinheiro para que ele tenha um bom rendimento. Caso contrário, o resgate não é recomendado.

Jornalista, ator profissional licenciado pelo SATED/PR e ex-repórter do Jornal O Repórter. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.
FacebookLinkedinTwitterYoutube

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário