Bolsa Família tem novo valor revelado por Ministro. Conheça

Em entrevista ao programa Brasil em Pauta da TV Brasil, João Roma volta a falar que novo Bolsa Família deve ter valor médio de R$ 300.

No último domingo (17/10), o ministro da Cidadania, João Roma, voltou a afirmar que o valor médio do novo Bolsa Família deve ser de R$ 300 por mês. Além disso, Roma também reiterou que o Auxílio Brasil, nome dado ao novo programa, deve aumentar o número de famílias atendidas para 17 milhões.

Segundo Roma, o Bolsa Família atende hoje cerca de 14,6 milhões de famílias com um ticket médio de R$ 190. Com o maior alcance proposto pelo Auxílio Brasil, o objetivo é zerar a fila do Bolsa Família, que hoje inclui cerca de 1,2 milhão de família que se encaixam nos critérios, mas não recebem ajuda do governo.

Publicidade

Publicidade

Em entrevista ao programa Brasil em Pauta da TV Brasil, o ministro falou em ter o Auxílio Brasil como um programa permanente. Mas o governo enfrenta dificuldades para encaixar o projeto na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), e recentemente indicou que a solução poderia ser transformá-lo em um programa temporário.

Bolsa Família tem novo valor revelado por Ministro. Conheça
Em entrevista ao programa Brasil em Pauta, ministro João Roma volta a afirma que valor médio do novo Bolsa Família deve ser R$ 300. Foto: Fábio Rodrigues-Pozzebom/Agência Brasil

Confirmação do valor do novo Bolsa Família ainda deve esperar

Apesar de reafirmar números que já vinham sendo indicados pelo governo, Roma explicou que a definição do valor do Auxílio Brasil ainda depende da aprovação de fontes de recursos para o programa. Afinal, a medida deve gerar um custo extra de cerca de R$ 26 bilhões no Orçamento em 2022.

Para tentar fechar essa questão, Roma afirmou que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deve reunir a equipe dos ministérios da Cidadania e da Economia nos próximos dias para apontar as fontes de recursos. Com o início dos pagamentos planejado para novembro, o governo tem poucos dias para encontrar uma solução. 

Publicidade

Publicidade

Entre as alternativas mais prováveis para bancar os aumentos propostos para o novo programa, estão a chamada “PEC dos Precatórios”, que o governo quer usar para abrir espaço no teto de gastos, e a reforma do Imposto de Renda. Ambos os projetos citados pelo ministro estão em discussão no Congresso Nacional.

A criação do Auxílio Brasil é uma das principais apostas de Bolsonaro para conter a sua queda de popularidade e buscar a reeleição em 2022.

Fonte: g1.

Felipe Matozo
Jornalista formado pelo Centro Universitário Internacional Uninter, repórter do Jornal O Repórter e ator profissional licenciado pelo SATED/PR. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.
FacebookLinkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário