Como parcelar compra online sem cartão de crédito

Nos últimos meses, fintechs e startups passaram a disponibilizar um novo serviço, a possibilidade de parcelar compra online sem cartão de crédito.

Trata-se do modelo de pagamento buy now, pay later (compre agora, pague depois), que funciona como um crediário digital e utiliza inteligência artificial para avaliação de risco de crédito do consumidor.

Publicidade

Publicidade

O serviço cresceu significativamente com a pandemia de covid-19, que trouxe 20 milhões de consumidores novos para o comércio eletrônico, a maioria sem cartão de crédito ou baixo limite para compras.

como parcelar compra online

Como funciona o serviço de parcelar compra online sem cartão de crédito

O funcionamento do serviço depende da fintech ou startup, mas normalmente envolve o envio de informações de compra para a empresa, que analisa os dados e oferece uma proposta de parcelamento.

Esse envio é simples e rápido, normalmente por aplicativo ou site que identifica as informações, faz a análise e apresenta a proposta. O pagamento para a loja é feito pela empresa, que recebe do cliente com juros.

Publicidade

Publicidade

A taxa de juros do serviço costuma variar de acordo com o risco de crédito e quantidade de parcelas: quanto mais dividir o valor, maiores serão as taxas. Portanto, o custo final do produto sempre será maior.

O pagamento feito pelo cliente para a fintech ou startup pode ocorrer de três formas: por PIX, boleto ou débito direto em conta, garantindo maior praticidade para quitar a dívida.

Startups que parcelam compras online sem precisar de cartão de crédito

Interessado em utilizar o serviço? Então, confira esta lista de startups e fintechs que oferecem o parcelamento de compras online sem usar cartão de crédito:

ADDI

Fintech colombiana que possibilita o parcelamento de compras online com pagamentos por boleto e PIX. O usuário deve escolher o ADDI como forma de pagamento no e-commerce, informar dados pessoais, aceitar termos de uso e escolher a proposta de parcelamento que mais lhe agrada, concluindo a operação em seguida.

Bom pra Crédito

A Bom pra Crédito possui um marketplace de crédito online e permite que o perfil do usuário seja avaliado por diversos credores, o que aumenta as chances de aprovação e liberação do serviço.

O parcelamento da Bom pra Crédito funciona de maneira semelhante ao da fintech colombiana ADDI, com valor mínimo de R$ 300,00 e máximo de R$ 25 mil e pagamento em até 30 dias.

Desbankei

Publicidade

Publicidade

Fintech que não opera em lojas online, mas sim via app que transforma cartões de débito em crédito. As taxas de juros costumam ser mais acessíveis, inclusive para quem tem baixo score de crédito.

Para usar essa alternativa é simples, basta baixar o app, fazer um cadastro, encaminhar documentos e aguardar a resposta da empresa, que sai em até 24 horas. Se tiver crédito aprovado, é só utilizá-lo como quiser.

Nubank

O Nubank também disponibiliza o serviço para parte de seus clientes, permitindo que paguem depois compras feitas no débito. O parcelamento pode ser em até 12 vezes, com incidência de juros.

Para efetuá-lo é só acessar o aplicativo, identificar a compra no extrato, selecionar a opção “pague essa compra no futuro”, simular prazos e condições de pagamento e escolher a proposta que mais se encaixa no seu orçamento.

Publicidade

O pagamento é feito de forma simples, com débito em conta. Para utilizar o serviço, o total da compra deve ser de, no mínimo, R$ 30,00. Inicialmente, o parcelamento está disponível somente para clientes que têm empréstimo pré-aprovado no Nubank.

Publicidade

79% dos brasileiros parcelam compras

De acordo com uma pesquisa do SPC Brasil, 79% dos consumidores parcelam compras e seis em cada dez entrevistados têm parcelas pendentes, levando cerca de nove meses para quitá-las.

Um em cada quatro consumidores acham ruim a possibilidade de não conseguir parcelar suas compras e a maioria afirma que comprar no crédito é a única forma que considera.

Quando vale a pena parcelar compras?

Será que realmente vale a pena parcelar compras? De maneira geral, não, porque se paga juros sobre o preço do produto. Portanto, gasta-se mais.

Publicidade

Publicidade

No entanto, o serviço pode ser uma alternativa para quem não tem cartão de crédito ou possui um limite muito baixo e precisa comprar um item de alto valor.

Também é uma opção para comprar algo em uma loja que não oferece o parcelamento no cartão de crédito ou dá um desconto alto para compras à vista, compensando parcelar depois.

Mesmo assim, recomenda-se utilizar o serviço e parcelar compra com cautela, somente quando for realmente necessário ou vantajoso, para evitar o risco de endividamento.

Flavio Carvalho
Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.
FacebookLinkedinTwitter

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário