Desconto no IPVA 2022: Carros com Kit-GNV só terão desconto se a conversão acontecer até o fim do ano. Entenda

Motoristas cariocas têm até o final do ano para adaptar seus veículos ao GNV e ter desconto no IPVA 2022. Enquanto isso, preços estão subindo

Motoristas do Rio de Janeiro que querem garantir um desconto no Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotivos (IPVA) de 2022 com a instalação do chamado kit-GNV (Gás Natural Veicular) têm até o final do ano para fazer a conversão.

A redução na alíquota do IPVA é um dos maiores atrativos para motoristas cariocas aderirem ao GNV. No Rio de Janeiro, o percentual da alíquota cobrada no imposto cai de 4% para 1,5% do valor do carro, o que pode ajudar a enfrentar o aumento previsto para o IPVA 2022.

Publicidade

Publicidade

Mas para aproveitar o desconto, é preciso se apressar, pois a conversão e a vistoria no Detran devem ser feitas ainda em 2021. Além disso, quanto antes o motorista fizer a adaptação, melhor o preço que ele pode conseguir no kit-gás.

Desconto no IPVA 2022 Carros com Kit-GNV. Entenda
No Rio de Janeiro, motoristas têm até o final do ano para adquirir kit-GNV e ter desconto no IPVA 2022. Foto: Adneison Severiano/G1 AM

Prazo curto faz subir a procura

Com o fim do prazo para fazer a conversão para o GNV e obter o desconto no IPVA 2022 se aproximando, a procura nas lojas está cada vez maior. O resultado disso pode ser o aumento no preço do cilindro.

Nesse caso, um equipamento de quinta geração, por exemplo, com cilindro de 60 litros, pode passar dos atuais R$ 4 mil para R$ 5 mil até o final do ano.

Publicidade

Publicidade

Na Convertedora GNV 4 rodas, empresa que fica em Irajá, na Zona Norte, o cilindro de 40 litros está em falta há duas semanas. Isso porque a busca por kit-GNV cresceu bastante em 2021 e tem deixado os produtos em falta, principalmente por conta das sucessivas altas no preço da gasolina.

Vale a pena aderir ao GNV para ter desconto no IPVA 2022?

Com o desconto na alíquota do IPVA, o Rio de Janeiro é o estado com mais veículos movidos a gá natural, contando com 75% da frota em todo o país. Ou seja, três em cada quatro veículos brasileiros com GNV estão no Rio.

Segundo a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), a cada real gasto com GNV, um veículo roda o dobro do que rodaria com gasolina ou etanol.

Sendo assim, se considerarmos um motorista que gastou R$ 4 mil com um kit-GNV e roda 1 mil km por mês, ele vai recuperar o valor gasto com a conversão entre 11 e 13 meses. 

Portanto, para saber se a conversão vale ou não a pena, é preciso levar em conta o quanto cada motorista utiliza seu carro por mês. Além disso, também é preciso levar em conta custos de manutenção do veículo movido a GNV e os próprio ganhos com descontos no IPVA.

Aproveite para conferir também o nosso texto tratando sobre a economia proporcionada pelo GNV.

Jornalista, ator profissional licenciado pelo SATED/PR e ex-repórter do Jornal O Repórter. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.
FacebookLinkedinTwitterYoutube

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário