IPVA 2022 SP: Pague com créditos da Nota Fiscal Paulista. Entenda

Prazo para optar pelo abatimento do IPVA 2022 com créditos da Nota Fiscal Paulista segue até 31 de outubro. Veja regras e como fazer.

IPVA 2022 SP: Pague com créditos da Nota Fiscal Paulista. Entenda

Em outubro, consumidores cadastrados na Nota Fiscal Paulista podem utilizar os créditos acumulados no programa para pagar o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) de 2022.

O pagamento do IPVA com créditos da Nota Fiscal Paulista pode ser total ou parcial e o veículo deve estar registrado no nome do usuário cadastrado no programa.

Publicidade

Publicidade

Mas é muito importante se atentar ao prazo disponível, pois Outubro é o único mês em que os consumidores podem usar os créditos do programa para o IPVA. Sendo assim, interessados devem fazer o pedido no site da Nota Fiscal Paulista até o próximo dia 31 (mais informações abaixo).

No momento da operação, é o consumidor quem escolhe o valor de créditos que deseja enviar para abater o IPVA 2022. Além disso, não há um valor mínimo estipulado para isso.

Mas é importante destacar que após o consumidor utilizar os créditos do programa para deduzir ou quitar o imposto, não há como recuperar o valor, mesmo se o veículo for vendido posteriormente. Por outro lado, no caso de veículos roubados ou furtados, o valor utilizado para o abatimento do IPVA é restituído.

Publicidade

Publicidade

Em relação a outras taxas referentes a veículos, os créditos da Nota Fiscal Paulista só podem ser usados para pagamento do IPVA 2022. Ou seja, não é possível utilizar o saldo do programa para pagar taxas de licenciamento, seguro DPVAT e multas, por exemplo.

Em outubro do ano passado, mais de 20 mil consumidores solicitaram o abatimento do IPVA 2021 com créditos do programa. Segundo a Secretaria da Fazenda e Planejamento, isso representou mais de R$ 1,4 milhão.

Veja também: IPVA 2022 Detran SP – consultar valor, calendário de pagamento, como pagar

Como usar créditos da Nota Fiscal Paulista para pagar o IPVA 2022?

Para solicitar o uso de créditos do programa para abater o IPVA 2022, o consumidor deve ter em mãos o número do Renavam do veículo antes de seguir os passos descritos abaixo:

  1. Acesse o sistema da Nota Fiscal Paulista;
  2. Em seguida, digite o número do seu CPF e a senha cadastrada, depois clique em “Não sou um robô” e em “Acessar”;
  3. Na página seguinte, você encontrará informações sobre o uso de créditos para abatimento do IPVA. Clique para “Continuar”;
  4. Entre as opções disponíveis na barra em vermelho, selecione primeiro “Conta corrente” e depois “Utilizar Créditos”;
  5. Na sequência, você deve clicar em “Quitação ou abatimento no valor do IPVA”;
  6. Nessa etapa, é necessário informar o número do Renavam do veículo para seguir com a operação. Faça isso e clique em “verificar”;
  7. Caso a numeração esteja correta e o veículo esteja no nome do usuário cadastrado no programa, irá aparecer na tela o botão “Confirmar” e informações sobre o valor de crédito;
  8. Confira o quanto de crédito você tem disponível e informe o valor que deseja usar para abater no IPVA 2022;
  9. Depois de clicar em “Confirmar”, você verá uma ficha contendo o nome do proprietário, os detalhes do veículo (placa, Renavam, ano de fabricação etc.) e o valor de crédito utilizado para o pagamento do imposto;
  10. Por fim, clique em “Confirmar” se estiver tudo certo ou em “Corrigir Dados” se desejar fazer alguma alteração.

Vale lembrar que se o consumidor vender o carro, ele não terá direito a receber de volta o crédito usado no abatimento do imposto.

Veja também: GNV ou GLP: qual economiza mais? Uso de gás de cozinha em carros virou projeto de lei

IPVA deve ficar mais caro em 2022

Publicidade

Publicidade

Utilizar créditos da Nota Fiscal Paulista no pagamento do IPVA 2022 pode ser uma alternativa para enfrentar o provável aumento no valor do imposto no próximo ano por conta da recente valorização dos carros usados.

Neste ano, durante um período de falta de insumos para a indústria produzir veículos zero km, os seminovos acabaram ficando mais caros. Em agosto, por exemplo, a alta acumulada em 12 meses chegou a 12,5%, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Por conta disso, a tendência é que no próximo ano os proprietários de veículos seminovos tenham que pagar um imposto maior do que pagaram em 2021. Isso porque o cálculo do IPVA considera o valor venal de cada veículo e a alíquota praticada no Estado.

Em São Paulo, a alíquota do imposto é de 4%. E apesar de a Secretaria da Fazenda e Planejamento do Estado ainda não ter divulgado a tabela de valores venais dos veículos, alguns números já preparam os motoristas para o IPVA 2022.

Publicidade

Como exemplo, podemos citar o caso do Chevrolet Onix, carro mais vendido do país nos últimos anos. No ano passado, um modelo ano 2019 estava avaliado em R$ 39.838, o que gerou um imposto de R$ 1.593,52 em 2021.

Publicidade

Neste ano, no entanto, se este modelo valorizar na tabela de São Paulo o mesmo que valorizou na Tabela Fipe, a sua avaliação ficará em em R$ 53.538. Nesse caso, o IPVA do mesmo Chevrolet Onix 2019 em 2022 ficaria em R$ 2,141,53, quase R$ 550 mais caro.

Fontes: Agora São Paulo e R7.

Felipe Matozo
Jornalista formado pelo Centro Universitário Internacional Uninter, repórter do Jornal O Repórter e ator profissional licenciado pelo SATED/PR. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.
FacebookLinkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário