CNH Social Amazonas: Principais regras, como participar e documentos para contemplados

Os prazos para a entrega de documentação do CNH Social Amazonas dependem do município do candidato. Veja o que o cidadão precisa fazer

A lista dos contemplados no programa CNH Social Amazonas foi liberada no site do Detran Cidadão. Mais de duas mil pessoas foram selecionadas nesta etapa: 500 são de Manaus e 1,5 mil de 17 municípios do interior.

Quem foi selecionado precisa ficar atento aos prazos de entrega da documentação. Desde quarta-feira, dia 26, os moradores dos municípios de Autazes, Careiro Castanho, Coari, Humaitá, Iranduba, Itacoatiara, Itapiranga, Manacapuru, Manaquiri, Manaus, Novo Airão, Parintins, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Tabatinga e Tefé podem procurar uma unidade do Detran AM ou dos Postos de Atendimento Descentralizados (PAD). 

Publicidade

Publicidade

A partir de amanhã, 28 de janeiro, os cidadãos dos municípios de Careiro da Várzea e Silves precisam fazer a entrega. 

Como funciona a CNH Social AM

Nova lista do CNH Social é divulgada.
Nova lista do CNH Social é divulgada. Fique atento aos prazos para a entrega da documentação. (Imagem: Detran AM / Divulgação)

O projeto garante gratuidade para a população de baixa renda do Amazonas em todos os processos para emissão da primeira habilitação de motorista, adição ou troca de categoria para quem já é habilitado. O governo do estado espera disponibilizar 20 mil vagas do programa até dezembro deste ano.

O CNH Social AM teve início em 2021. Na primeira etapa, os mil candidatos selecionados foram apenas de Manaus. Já na segunda fase, a distribuição das vagas foi proporcional ao número de pessoas cadastradas no CadÚnico em cada um dos 17 municípios do interior. 

Publicidade

Publicidade

Essa é uma ação que muda a vida das pessoas, transforma e dá esperança. O benefício que nós estamos concedendo é para que as pessoas tenham oportunidade de trabalhar. Para que o beneficiado tenha uma oportunidade de aumentar sua renda ou de arrumar um emprego e garantir o sustento da sua família”, disse o governador Wilson Lima ao anunciar a nova lista do CNH Social AM. 

Até 31 de dezembro de 2021, o programa recebeu um total de 284.532 inscrições. Dessas, 79,5% vieram de pessoas residentes em Manaus e 20,5% no interior. No interior do Amazonas, os municípios com mais inscritos foram:

  • Manacapuru (7.222);
  • Iranduba (5.566);
  • Itacoatiara (4.733).

De todos os candidatos, a maior procura foi por:

  • Primeira CNH categoria B (162.842 inscritos);
  • Primeira CNH categoria A (90.008);
  • Troca de categoria D (12.530).

Quem tem direito a CNH Social no estado

Os critérios para participar do CNH Social Amazonas são:

  • Pessoas acima de 18 anos;
  • Cidadãos que estejam inscritos no Cadastro Único (CadÚnico);
  • Pessoas com renda per capita de até meio salário mínimo, e renda mensal familiar de até dois salários mínimos.

O que fazer ao ser contemplado pela CNH Social?

Os selecionados da CNH Social do Governo do Amazonas devem ir até uma sede do Detran Amazonas, no dia e horário divulgado na lista do resultado da seleção. Neste momento é necessário ter pontualidade: as pessoas que faltarem ou chegarem atrasadas terão que esperar uma nova lista de chamamento. 

Os inscritos devem levar os seguintes documentos para o órgão de trânsito, com o original e cópia:

  • RG;
  • CPF;
  • Título de eleitor;
  • Comprovante de residência;
  • Comprovante de renda.

Nos municípios de Autazes, Careiro Castanho, Careiro da Várzea, Coari, Humaitá, Itapiranga, Manaquiri, Novo Airão, Rio Preto da Eva, Tabatinga, Tefé e Silves é preciso levar também duas fotos 3×4, com fundo branco, além da documentação mencionada acima. Isso deve ser feito pois as unidades do Detran AM nessas cidades não têm equipamentos para capturar a foto do candidato. 

Publicidade

Publicidade

Se a pessoa contemplada estiver no programa para emitir a primeira via da CNH, ele será encaminhada para a coleta de foto e biometria após o cadastro. Em seguida, ela deve ir até a clínica médica credenciada e, por fim, para o Centro de Formação de Condutores (CFC), que é conhecido popularmente como autoescola. 

No caso de troca e adição de categoria, os cidadãos serão direcionados para a clínica médica e, depois, para iniciarem as aulas práticas no CFC.

Formada em Jornalismo pela PUCPR. Atualmente está cursando Pós Graduação em Questão Social e Direitos Humanos na mesma instituição de ensino. Tem paixão por informar as pessoas e acredita que a comunicação é uma ferramenta que pode mudar o mundo!
FacebookLinkedin

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário