Enem 2021: Estudante que não foi pode pedir reaplicação da prova. Entenda as regras

A partir desta segunda-feira (25), estudantes que não puderam participar do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) por conta de sintomas de Covid-19 ou outra doença infectocontagiosa podem pedir para participar da reaplicação da prova.

Quem também tem direito à reaplicação do Enem são os candidatos impedidos de fazer a prova por problemas logísticos. A solicitação deve ser feita na Página do Participante, juntamente com a apresentação dos documentos que comprovem a condição do candidato.

Publicidade

Publicidade

Para os estudantes que ainda não enviaram os exames e laudos médicos na plataforma, o sistema está aberto novamente. A provas serão reaplicadas nos dias 23 e 24 de fevereiro.

reaplicação enem

O procedimento é o mesmo recomendado para os estudantes que precisaram pedir a reaplicação do Enem antecipadamente. As provas foram realizadas nos dias 17 e 24 de janeiro, e candidatos com sintomas de Covid-19 e outras doenças puderam comunicar sua situação ao Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) durante as semanas anteriores.

A lista de doenças que dão direito à reaplicação do Enem ainda inclui:

Publicidade

Publicidade

  • Influenza A e B;
  • Sarampo;
  • Varíola;
  • Varicela;
  • Rubéola;
  • Coqueluche;
  • Difteria;
  • Poliomielite por poliovírus selvagem;
  • Doença meningocócica e outras meningites;
  • Doença invasiva por Haemophilus influenza.

Para ter chances de participar da reaplicação, durante a solicitação o candidato deve inserir um documento legível que comprove a doença. A documentação deve incluir o nome completo do estudante, o diagnóstico descrevendo sua condição, o código correspondente à CID 10 (Classificação Internacional de Doença), a data do atendimento e a assinatura e identificação oficial do profissional responsável.

Na hora de anexar o documento, ele deve estar em formato PDF, PNG ou JPG, e ter o tamanho máximo de 2 MB.

Problemas logísticos também dão direito à reaplicação do Enem

Os estudantes que foram impedidos de participar do Enem 2020 por conta de problemas logísticos também podem pedir a reaplicação.

Segundo o edital do Enem, são exemplos de problemas logísticos desastres naturais que comprometam a infraestrutura do local de prova, falta de energia elétrica, defeito no dispositivo fornecido ao candidato que solicitou leitor de tela e erro durante a aplicação que prejudique o participante.

Um problema logístico que chamou a atenção em vários locais no primeiro dia aplicação foi o dos candidatos barrados no local de prova. Isso ocorreu porque uma das medidas de prevenção ao novo coronavírus é a restrição de participantes por salas, que devem ter até metade da locação máxima. Nos locais em questão, as salas já haviam atingido o limite, e estudantes foram impedidos de entrar.

Outra situação que dá direito à reaplicação é a dos estudantes de todo o estado do Amazonas, e das cidades de Rolim de Moura e Espigão D’Oeste, ambas em Rondônia. Nestas localidades o exame foi suspenso por conta dos impactos da pandemia, afetando mais de 164 mil estudantes.

Publicidade

Publicidade

A pandemia, inclusive, gerou muitos questionamentos em relação à realização do Enem. Segundo o Ministérios da Educação, aproximadamente 20 ações judiciais contrárias à aplicação da prova foram apresentadas em todo o país.

Quanto aos pedidos de reaplicação, eles serão analisados pelo Inep e devem ser acompanhados na Página do Participante. Em caso de dúvidas, os candidatos podem entrar em contato com a instituição pelo telefone 0800 616161.

Segundo dia do Enem volta a ter abstenção recorde

O índice de abstenção no segundo dia do Enem 2020 foi ainda maior que o registrado no primeiro, que já havia sido recorde. Dessa vez, 55,3% dos candidatos inscritos não participaram do exame, o que representa mais de 2,4 milhões de estudantes. No primeiro dia, o índice foi de 51,5%.

Além da versão impressa, aplicada nos dois últimos domingos, o Enem 2020 também conta com uma versão digital. Esta será realizada de forma piloto nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro, e deve contar com 96 mil participantes.

Publicidade

Os gabaritos das questões objetivas do exame serão divulgados até a próxima quarta-feira (27), e o resultado final com a pontuação de cada participante no dia 29 de março.

Publicidade

Participantes do Enem podem usar suas notas no exame para disputar vagas no ensino superior. Isso é possível a partir de programas como o Sisu (Sistema de Seleção Unificada), que vale para vagas em instituições públicas, e o ProUni (Programa Universidade Para Todos), para instituições privadas.

Jornalista, ator profissional licenciado pelo SATED/PR e ex-repórter do Jornal O Repórter. Ligado em questões políticas e sociais, busca na arte e na comunicação maneiras de lidar com o incômodo mundo fora da caverna.
FacebookLinkedinTwitterYoutube

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário