Auxílios e benefícios emergenciais – conheça mais de 10 existentes atualmente!

De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o desemprego no Brasil atingiu 14,2% no trimestre encerrado em janeiro de 2021, a maior taxa já registrada desde 2012. Ao todo, são 14,3 milhões de pessoas sem trabalho.

O índice elevado de desemprego impulsionado pelo avanço da pandemia de Covid-19 fez com que diversos auxílios e benefícios emergenciais estaduais e municipais surgissem, para ajudar a população com gastos básicos e garantir que a economia girasse.

São vários auxílios e benefícios, como os de repasse de dinheiro, isenção de tarifas, distribuição de cestas básicas, entre outros. Conheça, aqui, quais são as principais alternativas de acordo com determinados estados!

notas de dinheiro

Auxílios e benefícios emergenciais de governos estaduais

Os governos estaduais criaram, por iniciativas regionais, auxílios e benefícios especiais para a população local, funcionando como uma alternativa ao auxílio emergencial do governo federal.

Conheça, a seguir, quais são as opções por estado:

Acre

O governo do Acre criou um auxílio emergencial com bolsa de R$ 150,00 por até três meses para mais de 18.000 famílias. Trata-se do programa Auxílio do Bem, e para participar dele é preciso cumprir estes requisitos:

  • Pertencer a uma família com renda per capita de até R$ 178,00;
  • Ter inscrição no CadÚnico;
  • Ser maior de idade, com exceção de casos de mães adolescentes a partir de 16 anos.

Amapá

O governo do estado do Amapá criou o Renda Cidadã Emergencial, que paga uma parcela de R$ 300,00 para o seguinte público:

  • Pessoas cadastradas no Renda Cidadã Emergencial 2020 e que continuam em situação de vulnerabilidade social;
  • Artistas inscritos em concorrências de editais da Lei Aldir Blanc e que não foram contemplados na seleção;
  • Guias de turismo com Cadastur (cadastro de prestador de serviços turísticos).

Ceará

O governo do Ceará criou um auxílio cesta básica no valor de R$ 200,00, pago em duas parcelas de R$ 100,00 por meio de um cartão que deve ser utilizado no comércio local.

Ao todo, o programa atende 150 mil cidadãos que atuam em transporte complementar e escolar, ambulantes, feirantes, taxistas, mototaxistas, motoristas de aplicativo, bugueiros, guias turísticos, entre outros.

Maranhão

O Maranhão possui diversos auxílios e benefícios emergenciais destinados às famílias de baixa renda e profissionais específicos, como os de eventos e turismo.

Um deles é o Programa Social Vale-Gás, que distribui vale-gás para famílias com CadÚnico. Há, ainda, o auxílio aos profissionais de eventos e turismo do Maranhão, que paga R$ 600,00 em parcela única.

Nesse último caso, as inscrições já foram finalizadas, mas acompanhe informações do governo estadual para verificar possíveis renovações.

Paraná

O governo do Paraná criou um pacote de socorro econômico para empreendedores mais afetados pela pandemia.

O projeto envolve o pagamento de um auxílio mensal de R$ 250,00 para MEIs, micro e pequenas empresas. O benefício será pago de dois a quatro meses, de acordo com o porte da empresa.

Rio de Janeiro

O governo carioca criou o programa Supera Rio, que tem como proposta pagar cerca de R$ 200,00 por mês para famílias em situação de vulnerabilidade social até o fim de 2021.

Se a família tiver filhos, o valor poderá subir R$ 50,00, limitado a dois dependentes. Portanto, pode chegar a R$ 300,00 por mês. Os pagamentos iniciaram em abril e se estendem até dezembro.

Rio Grande do Sul

O Rio Grande do Sul tem um pacote de socorro a empresas, MEIs e desempregados dos setores mais atingidos pela pandemia do novo coronavírus. Entenda como funciona:

  • Empresas: recebem duas parcelas de R$ 1.000,00, desde que pertençam aos setores de hospedagem, alimentação e eventos e tenham cadastro no Simples Nacional;
  • MEIs: têm direito a duas parcelas de R$ 400,00, desde que atuem nos setores de hospedagem, alimentação e eventos e possuam cadastro no Simples Nacional;
  • Desempregados: benefício de duas parcelas de R$ 400,00 para desempregados, desde que pertençam aos setores de alojamento, eventos e alimentação;
  • Mulheres chefes de família com cinco ou mais membros: devem ser responsáveis por três ou mais filhos e ter renda familiar per capita de até R$ 89,00, com CadÚnico.

São Paulo

Os governos do estado e do munícipio de São Paulo têm dois auxílios. Um deles é o Renda Básica Emergencial, que paga três parcelas de R$ 100,00 a famílias cadastradas no Bolsa Família ou trabalhadores ambulantes.

Também há o cartão-alimentação (cartão-merenda), que paga valores de R$ 55,00 a R$ 101,00, dependendo do perfil do beneficiário. São cartões com créditos que podem ser utilizados para compras.

Tem direito ao cartão-merenda todos os estudantes matriculados na rede municipal escolar de São Paulo e o benefício é cumulativo. Por exemplo, se tiver dois filhos matriculados na rede escolar, receberá dois benefícios.

Flavio Carvalho
Gestor de Projetos e Pessoas da WebGo Content. Especialista em SEO e novos Projetos. Formado em Relações Públicas (PUC/PR) e experiência de mais de 10 anos no Marketing Digital.
FacebookLinkedinTwitter

Participe dos nossos grupos

WhatsappWhatsApp

Entre no Grupo e receba as notícias do dia

TelegramTelegram

Entre no Canal e receba as notícias do dia

FacebookFacebook

Curta nossa Página e receba as notícias do dia

Deixe seu comentário